TRAJETÓRIA CLÍNICA E INTERVENÇÃO MEDICAMENTOSA DE UM PACIENTE COM DIAGNÓSTICO DE ESQUIZOFRENIA PARANÓIDE: UM ESTUDO DE CASO

  • Alisson Junior Cozzer Unoesc Chapecó
  • Cristiane Freire Pizolotto Unoesc Chapecó
  • Paulo Celito Unoesc Chapecó
  • Mônica Raquel Sbeghen UNOESC-SC

Resumo

A atualidade se caracteriza pelo alto índice de intervenção medicamentosa, já que a população procura cada vez mais pelo alivio imediato e fuga do sofrimento vinculado aos aspectos mentais e organicos, todavia, quando aliada a outros métodos de tratamento, o uso de psicofármacos pode contribuir significativamente para a melhora terapêutica do indivíduo.  Nesse sentido, o presente estudo possui como objetivo analisar a trajetória e evolução de um paciente com diagnóstico de esquizofrenia paranoide a partir da utilização de psicofármacos. Foi realizado um estudo de caso, com característica qualitativa e descritiva. Os resultados apontam para a melhoria do quadro clínico do paciente, principalmente em relação a diminuição da frequencia dos sintomas do transtorno, no entendimento da necessidade de acompanhamento e adesão ao tratamento e na diminuição de efeitos colaterais quando identificado o medicamento mais eficaz. As conclusões sugerem principalmente a necessidade do conhecimento de psicofármacos por parte de todos os profissionais da rede e da importância dos atendimentos por equipe multidisciplinar.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Cozzer, A., Pizolotto, C., Celito, P., & Sbeghen, M. (2018). TRAJETÓRIA CLÍNICA E INTERVENÇÃO MEDICAMENTOSA DE UM PACIENTE COM DIAGNÓSTICO DE ESQUIZOFRENIA PARANÓIDE: UM ESTUDO DE CASO. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18400