DIAGNÓSTICO DA FERTILIDADE EM NITOSSOLO BRUNO SOB DOSES DE PÓ DE BASALTO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NA PALHA

  • Agatha Bertolini

Resumo

A agricultura nos dias atuais vem tomando um papel importante no que tange a economia brasileira. Para se manter no modelo atual de produção há uma grande exigência na utilização de insumos, acarretando assim em um custo elevado, fazendo com que a produção encareça. O estudo foi implantado na área experimental da Universidade do Oeste de Santa Catarina, no Campus de São José do Cedro. Para o estudo utilizou-se a cultura da Aveia Preta (Avena strigosa), cultivar Embrapa 139, a qual encontrava-se em sua época de plantio. A mesma foi submetida a 7 tratamentos (T), sendo eles: T1 - Testemuna, T2 - Correção com calcário, T3 – 1 tonelada de pó de rocha/ha; T4 – 2 toneladas de pó de rocha/ha; T5- 3 toneladas de pó de rocha/ha; T6 – 4 toneladas de pó de rocha/ha; T7 – 5 toneladas de pó de rocha/ha. O estudo teve por objetivo avaliar os teores de Nitrogênio (N), Fósforo(P), Potássio(K) e a Matéria seca do tecido vegetal, com duas coletas, e, avaliar teores de Fósforo, Potássio, pH em água e índice SMP do solo. A análise de solo constatou-se aumento nos teores de Fósforo e Potássio, bem como pH em água e índice SMP. Para tecido vegetal, houve diferenças significativas entre N,P e K da primeira segunda coletas, porém a matéria seca, foi maior na segunda coleta. Já as amostras de tecido vegetal da folha bandeira não apresentou diferenças significativas. O estudo mostra que o pó de rocha é um importante aliado na busca de novas alternativas para a redução dos custos associados a produção agrícola, porém é um produto de liberação lenta, podendo não mostrar resultados imediatos.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Bertolini, A. (2018). DIAGNÓSTICO DA FERTILIDADE EM NITOSSOLO BRUNO SOB DOSES DE PÓ DE BASALTO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NA PALHA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18263
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Pesquisa