IMPLANTAÇÃO DE UMA COMISSÃO DE TRATAMENTO E PREVENÇÃO DE LESÕES DE PELE: DESAFIOS E PERSPECTIVAS

  • Simone Luciana Triquez Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

O tratamento de feridas tem se tornado um desafio para os enfermeiros, visto que a cada dia surgem novas tecnologias para abordagem dessas lesões. Porém, muitas vezes essas tecnologias não são compatíveis com a realidade das nossas instituições e quando são, na maioria das vezes a equipe não está apta ou treinada para a sua utilização.

Baseado nas necessidades observadas referente aos pacientes acometidos por feridas, sejam elas agudas ou crônicas, verificou-se a necessidade da implantação de uma comissão, com o objetivo de implementar ações de prevenção e tratamento dessas feridas nos paciente internados em um Hospital Universitário. E como expectado a comissão tornou-se uma mais valia no processo de assistência, haja vista sua composição: enfermeiro, médico e nutriocionista, que objetivam avaliar, implementar e prescrever o cuidado e por vezes também realizar, essa rotina desencadeou grandes desafios e uma diversidade de perspectivas no 

tivo de implementar ações de prevenção e tratamento dessas feridas nos paciente internados em um Hospital Universitário. E como expectado a comissão tornou-se uma mais valia no processo de assistência, haja vista sua composição: enfermeiro, médico e nutriocionista, que objetivam avaliar, implementar e prescrever o cuidado e por vezes também realizar, essa rotina desencadeou grandes desafios e uma diversidade de perspectivas no tratamento, deixando de ver o paciente fragmentado e sim holisticamente.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Triquez, S. (2018). IMPLANTAÇÃO DE UMA COMISSÃO DE TRATAMENTO E PREVENÇÃO DE LESÕES DE PELE: DESAFIOS E PERSPECTIVAS. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18261
Edição
Seção
Joaçaba - Extensão