ANÁLISE E INTERVENÇÃO: GRUPO DE ADOLESCENTES DO CRAS

  • Gabriela Fantin
  • Luana Aparecida Ceron Alabora
  • Adriano SCHLÖSSER

Resumo

O estágio teve como tema o grupo realizado Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), procurou-se relacionar a teoria e a prática da psicologia social neste contexto. O principal objetivo foi de realizar o processo de observação, planejamento, intervenção e avaliação a partir do contexto de atuação profissional do psicólogo. O método utilizado foi, inicialmente, de observação direta e análise, de acordo com a literatura disponível sobre o assunto e, posteriormente, realizou-se então uma interveção pedagógica de acordo com as demandas apresentadas pelo grupo, também baseada em referencial teórico. Por meio das observações realizadas foi possivel compreender os processos envolvidos no funcionamento grupal, bem como, entender a importância da aplicação da Psicologia social no referido contexto. Além disso, com a intevenção pedagógica realizada, pôs-se em prática a teoria previamente estudada sobre teorias de grupo e processos grupais.  Evidenciou-se ao final da experiencia das acadêmicas, que os esteriótipos impostos aos adolescentes que frequentam os grupos do CRAS estão totalmente equivocados, já que estes se mostram como sujeitos que possuem o desejo de modificar sua realidade pessoal e social. Dessa forma, mais uma vez torna-se clara a necessidade do trabalho da Psicologia Social Comunitária como um meio de gerar a emancipação e o pensamento crítico das pessoas em situação de risco e/ou vulnerabilidade. 

Palavras chave: CRAS. Psicologia Social. Adolescentes.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Fantin, G., Alabora, L. A. C., & SCHLÖSSER, A. (2018). ANÁLISE E INTERVENÇÃO: GRUPO DE ADOLESCENTES DO CRAS. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18193
Edição
Seção
Videira - Ensino