PREVALÊNCIA DE PARASITOS GASTROINTESTINAIS EM OVINOS DA RAÇA CRIOULA NO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS, SANTA CATARINA.

  • Caroline Cavaletti Fonseca
  • Debora Faccin Cardoso da Silva
  • Geovana de Nardi
  • Luana Silva de Oliveira
  • Aline Kuhn Sbruzzi Pasquali Professora Universidade do Oeste de Santa Catarina - Campos Novos

Resumo

Parasitoses gastrointestinais em ovinos representam perdas econômicas e sanitárias nos rebanhos. O objetivo desse estudo foi relatar a incidência de parasitos gastrointestinais e resistência parasitária em uma propriedade de ovinos de Campos Novos, Santa Catarina. Foram coletadas amostras de fezes de 19 ovinos da raça Crioula, acondicionadas em caixas isotérmicas e encaminhadas ao Laboratório de Parasitologia e Microbiologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina, campus aproximado de Campos Novos, Santa Catarina. O exame parasitológico realizado foi Gordon Whitlock seguido de Roberts e Sullivan. Todas as amostras foram positivas para Haemonchus demonstrando a presença de resistência parasitária a oxfendazol no rebanho. O princípio ativo foi alterado para closantel e um mês após foi novamente realizado o exame parasitológico. Os resultados demonstraram que o rebanho não apresentava mais parasitos. Oito meses após foi realizado novamente exame e confirmou que  o princípio ativo atendeu as necessidades anti-helmínticas nos animais em estudo levando a uma melhora da qualidade de vida do rebanho e, consequentemente um bom custo-benefício para o criador que investiu no novo medicamento e conseguiu manter sua criação de ovinos livre de parasitos.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Fonseca, C., Silva, D., Nardi, G., Oliveira, L., & Pasquali, A. (2018). PREVALÊNCIA DE PARASITOS GASTROINTESTINAIS EM OVINOS DA RAÇA CRIOULA NO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS, SANTA CATARINA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18183
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa