PSICOLOGIA HOSPITALAR E PROCESSO DE LUTO: UM ESTUDO DE CASO.

  • Ana Patrícia A. V. Parizotto UNOESC
  • Camila Rodrigues De Oliveira UNOESC

Resumo

Ao estudar o homem é impossível não estudar a morte, porque, talvez mais do que na vida, é na morte que descobrimos o verdadeiro sentido de viver. Buscou-se com esse estudo analisar e refletir sobre a atuação da Psicologia em situações de morte no contexto hospitalar, bem como, sobre o processo de despedida das pessoas enfermas para com e seus familiares. Trata-se de um relato de experiência no estagio externo, cuja metodologia adotada foi o estudo de caso, caracterizado pela apresentação e analise de um ritual de despedida.Os resultados evidenciaram a importância de respeitar a vontade do paciente na fase terminal, do qual ele se encontra e da preparação do luto. O ritual de despedida constitui-se em vivências, o que possibilita as mudanças e resgate das relações familiares, bem como de elaboração do processo de luto. Pretende-se com esse estudo contribuir para que outros profissionais da saúde possam ter conhecimento sobre rituais de despedidas prestados ao doente terminal hospitalizado, e todos que o acompanham.

 

Palavras-chave: Psicologia hospitalar. Processo de luto. Doente terminal.

E: mails: ana.parizotto@unoesc.edu.br;cami-rodrigues@hotmail.com

 

 

 

Biografia do Autor

Ana Patrícia A. V. Parizotto, UNOESC

Curso de Psicologia

Área de Ciências da Vida

Camila Rodrigues De Oliveira, UNOESC

Curso Psicologia

Área de Ciências da Vida

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Parizotto, A. P. A. V., & De Oliveira, C. R. (2018). PSICOLOGIA HOSPITALAR E PROCESSO DE LUTO: UM ESTUDO DE CASO. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18181
Edição
Seção
Joaçaba - Ensino