PROBIÓTICOS NA DIETA DE CORDEIROS DA RAÇA LACAUNE

  • Cintiamara Baggio Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Clovisnei Basi Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Daison Henrique Marocco Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Cristiane Regina Tomaluski Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Letieri Griebler Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A ovinocultura leiteira no Brasil está em expansão, porém alguns índices de produção devem ser melhorados, principalmente na ovinocultura leiteira. Com isso, objetivou-se avaliar o ganho de peso diário (GPD) e eficiência alimentar de cordeiros suplementados com levedura Saccharomyces cerevisiae. O presente estudo foi realizado na Cabanha 3 leites, localizada no interior de Lageado Grande, oeste de Santa Catarina. Foram utilizados 36 cordeiros da raça Lacaune desmamados com média de 45 dias de idade, distribuídos nos tratamentos: machos sem probióticos (n=10) e machos com probióticos (n=10); fêmeas sem probióticos (n=8) e fêmeas com probióticos (n=8).  Os animais foram alojados em baias coletivas de piso ripado providos de bebedouro e comedouro. A dieta era composta por feno de tifton picado, silagem de milho, milho grão úmido, farelo de soja e mistura mineral, para atender as demandas nutricionais de proteína bruta e energia.  O período de adaptação dos animais à dieta foi de 7 dias. O delineamento utilizado foi inteiramente casualizado com 2 tratamentos e 8 repetições para fêmeas e 10 repetições para os machos. O GPD não diferiu (P>0,05) entre os tratamentos e sexo, bem como no índice de eficiência alimentar. Assim, é possível concluir que o uso de probióticos na dieta de cordeiros não favorece o desempenho e eficiência alimentar.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Baggio, C., Basi, C., Marocco, D., Tomaluski, C., & Griebler, L. (2018). PROBIÓTICOS NA DIETA DE CORDEIROS DA RAÇA LACAUNE. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18163
Edição
Seção
Xanxerê - Pesquisa