AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DO LEITE PROVENIENTE DE REBANHOS DE VACAS DA RAÇA JERSEY E HOLANDESA AO ALIZAROL 80ºGL

  • Eliane Maria De Carli UNOESC
  • Angelica DRASCEWSKI UNOESC
  • Marcia Eliza Cattnio UNOESC

Resumo

Como a demanda do consumo do leite vem aumentando significativamente nos últimos anos, a indústria leiteira vem se adequando, e buscando oferecer ao consumidor um produto com melhor qualidade, agregando valores, investindo em pesquisas, novas tecnologias e análises de rotina. O teste do alizarol é a primeira prova de qualidade do leite, para verificar a sua estabilidade ao tratamento térmico e acidez, determinando assim, a sua aceitação ou rejeição na indústria.  O presente trabalho teve como objetivo verificar se há influência no teste do alizarol 80°GL das variações na composição do leite de duas raças diferentes, holandesa e jersey, levou-se em consideração também o tempo de lactação dos animais, gordura, proteína, lactose, uréia, CSS (contagem de células somáticas), CBT (contagem bacteriana total) e acidez. Este trabalho foi realizado no período de Setembro à Outubro de 2015 e buscou avaliar a estabilidade ao alizarol 80ºGL dos animais desses rebanhos. O que se verificou neste trabalho, maior estabilidade ao alizarol 80ºGL, nos animais da raça holandesa.

Biografia do Autor

Eliane Maria De Carli, UNOESC
Professora e  Coordenadora do Curso de Engenharia de Alimentos.
Angelica DRASCEWSKI, UNOESC
Engenheira de Alimentos.
Marcia Eliza Cattnio, UNOESC
Professora do Curso de Engenharia de Alimentos - Unoesc.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
De Carli, E., DRASCEWSKI, A., & Cattnio, M. (2018). AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE DO LEITE PROVENIENTE DE REBANHOS DE VACAS DA RAÇA JERSEY E HOLANDESA AO ALIZAROL 80ºGL. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18128
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Ensino