HIPERATIVIDADE: UM OLHAR PEDAGÓGICO

  • Viviana Bolzan Gubiani
  • Juliane Brogliato Albuquerque Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC

Resumo

O referido artigo aborda os aspectos clínico, intrapessoal e interpessoal do transtorno de hiperatividade. O estudo tem por objetivo compreender a hiperatividade, identificando as principais características do transtorno e as dificuldades de aprendizagens apresentadas no contexto escolar. A aprendizagem demanda de uma mistura de diversos fatores como os pedagógicos, emocionais, biológicos e sociais, e é preciso compreender estes aspectos na condução de indivíduos que apresentem o transtorno de hiperatividade. Este artigo utilizou-se de metodologia qualitativa, com base em pesquisa bibliográfica, leitura de artigos e entrevista com profissionais da educação. Com este estudo constatou-se a necessidade de um correto diagnóstico do transtorno, bem como acompanhamento adequado, sabendo que a influência e o acompanhamento familiar e escolar são  indispensáveis para o sucesso na aprendizagem e desenvolvimento integral do indivíduo.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Bolzan Gubiani, V., & Brogliato Albuquerque, J. (2018). HIPERATIVIDADE: UM OLHAR PEDAGÓGICO. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18075
Edição
Seção
Joaçaba - Ensino