ANÁLISE DA ESTRUTURA DE CAPITAL E A ALAVANCAGEM FINANCEIRA DAS EMPRESAS EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL LISTADAS NA BOLSA B3

  • ANDRESSA MICHELS UNOESC
  • Valmir Roque SOTT
  • RAQUEL BIEGELMEIER
  • TAÍS DAIPRAI PEROZZO

Resumo

Frente ao atual cenário da globalização econômica, as companhias buscam, cada vez mais, acompanhar as complexidades do mercado. Por meio dos indicadores, demonstrasse a posição econômico-financeira das empresas, sendo que o objetivo deste artigo visa analisar se a estrutura de capital e o grau de alavancagem financeira (GAF) exercem influência nas empresas para o processo de recuperação judicial. A pesquisa se caracteriza como descritiva e documental, com abordagem quantitativa, sendo que os dados foram coletados na base de dados da Economática, Bolsa B3 e CVM. A amostra da pesquisa corresponde as empresas em recuperação judicial listadas na Bolsa B3 no ano de 2016. Na estrutura de capital analisou-se o endividamento e a dependência financeira, o qual demonstrou que a grande maioria das empresas em análise possuem altos índices de participação de capital de terceiros na sua estrutura e a maioria das empresas têm uma dívida de curto prazo inferior a 50%. Os resultados demonstraram também que as empresas possuem grande dependência financeira. E, para verificar a rentabilidade, analisou-se o grau de alavancagem financeira. Conclui-se, mediante os resultados demonstrados, que a estrutura de capital contribui de forma parcial para o estado de crise pois houveram fatores externos que influenciaram. O GAF não influenciou, já que a maioria dos indicadores não foram passíveis de análise, e os analisados demonstraram GAF positivo à empresa.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
MICHELS, A., SOTT, V. R., BIEGELMEIER, R., & PEROZZO, T. D. (2018). ANÁLISE DA ESTRUTURA DE CAPITAL E A ALAVANCAGEM FINANCEIRA DAS EMPRESAS EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL LISTADAS NA BOLSA B3. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/18058
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Ensino