QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: ESTUDO DE CASO DAS MULHERES GESTORAS DE UMA UNIVERSIDADE DO OESTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA

  • Ana Lúcia Behrend Listone Unoesc

Resumo

tualmente as organizações se diferenciam pelos benefícios e programa de bem-estar que oferecem para o colaborador e a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) é uma preocupação crescente por parte das empresas que buscam ser altamente competitivas em mercados cada vez mais globalizados. Desta forma, o presente artigo teve como objetivo analisar a percepção da satisfação das mulheres gestoras de uma Universidade do Oeste do Estado de Santa Catarina com relação a QVT, de forma a permitir à empresa o monitoramento de melhorias contínuas para obter qualidade, produtividade e competitividade. Para a realização da pesquisa, classificada como descritiva qualitativa, foi elaborado um questionário adaptado do modelo de Walton de 1973, composto por questões sobre o perfil do respondente, questões relacionadas a qualidade de vida no trabalho e a satisfação no trabalho e também  a cultura organizacional. O instrumento de pesquisa foi enviado,  via e-mail,  para 65 gestoras da Universidade estudada, sendo que    37 delas responderam. Concluiu-se,  que as gestoras compreendem que a QVT está diretamente ligada a qualidade de vida pessoal, que a maioria das gestoras visualizam oportunidades de crescimento profissional, sentem-se reconhecidas e valorizadas na comunidade pelo trabalho que realizam e que a empresa preocupa-se constantemente com os serviços prestados aos seus clientes. Sendo assim, as empresas precisam investir mais em QVT para obterem maior rendimento de seus profissionais visando aumento da produtividade e competitividade.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Listone, A. L. B. (2018). QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: ESTUDO DE CASO DAS MULHERES GESTORAS DE UMA UNIVERSIDADE DO OESTE DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17954
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa