TOXICIDADE DOS ÓLEOS ESSENCIAIS DE ENDRO (Anethum graveolens) E NIM (Azadirachta indica A. Juss) ATRAVÉS DO ENSAIO DE BIOLETALIDADE UTILIZANDO Artemia salina

  • Rafaela Padilha Moraes UNOESC - Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Isabela Carolina Correa UNOESC - Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Adriana Biasi Vanin UNOESC

Resumo

A utilização de plantas medicinais é uma prática antiga e predominante em países em desenvolvimento, onde existe uma dependência na denominada medicina popular como solução alternativa para problemas de saúde. Nos últimos anos tem-se verificado um grande avanço científico envolvendo os estudos químicos e farmacológicos de plantas medicinais que visam obter novos compostos com propriedades terapêuticas. Os óleos essenciais são compostos com excelentes potenciais biológicos, no entanto, compostos bioativos são quase sempre tóxicos em altas doses. A avaliação da letalidade em um organismo animal menos complexo pode ser usada para um monitoramento simples e rápido. Neste sentido, foi determinada a toxicidade dos óleos essenciais de endro (Anethum graveolens) e nim (Azadirachta indica A. Juss) frente ao microcrustáceo Artemia salina. Os resultados referentes à avaliação da toxicidade demonstraram que tanto o óleo de endro (Anethum graveolens)(LC50 = 0,3105 µg.mL-1) quanto o de nim (Azadirachta indica A. Juss)(LC50 = 14,4138 µg.mL-1) apresentam  baixos potenciais tóxicos.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Moraes, R., Correa, I., & Vanin, A. (2018). TOXICIDADE DOS ÓLEOS ESSENCIAIS DE ENDRO (Anethum graveolens) E NIM (Azadirachta indica A. Juss) ATRAVÉS DO ENSAIO DE BIOLETALIDADE UTILIZANDO Artemia salina. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17928