REMOÇÃO DE COR E TURBIDEZ DA ÁGUA DO RIO DO PEIXE UTILIZANDO COAGULANTE NATURAL

  • Leonardo Henrique de Oliveira UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA
  • Letícia Bonfanti Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Luiz Gustavo Denbinski Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • João Paulo Bottin Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

No presente trabalho, avaliou-se o emprego do coagulante natural Tanino para a redução dos parâmetros de cor e turbidez, em um tratamento contínuo utilizando uma bancada didática. Para este estudo, os ensaios iniciaram em Jar Test com a finalidade de encontrar as condições ótimas de trabalho do coagulante. Os ensaios em batelada revelaram que a dosagem ótima de tanino foi de 10 mg/L, e pH 7,0. A simulação de um tratamento contínuo ocorreu em uma bancada de tratamento de água produzida pela fabricante Labtrix. Nela, 0,14 mL de coagulante diluido foram dosados automáticamente a cada 3min e 20s em forma de pulso através de uma bomba dosadora. O sistema foi operado com uma vazão de 15,3 L/h. As amostras para os ensaios, tanto em Jar Test, quanto na bancada didática, provem do mesmo local e condições de coleta, em periodos pós chuva, visando trabalhar com elevadas cor e turbidez. A eficiência dos ensaios em bancada de tratamento para a remoção da turbidez foi de 94,75%, obtendo o valor final de 3,16 NTU e de 90,05% para a cor, alcançando o valor final de 6uH, atendendo os parâmetros estabelecidos pela portaria 2.914 do Ministério da Saúde para potabilidade da água. A eficiência do tanino para a remoção de turbidez é muito próxima à eficiência alcançada por outros agentes coagulantes comercialmente conhecidos, tornando o Tanino um coagulante economicamente viável, pois pequenos volumes de coagulantes atendem a elevados volumes de água bruta.

Biografia do Autor

Leonardo Henrique de Oliveira, UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA
Professor Assistente da Área de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade do Oeste de Santa Catarina
Letícia Bonfanti, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Graduanda do curso de Engenharia Química
Luiz Gustavo Denbinski, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Graduando do curso de Engenharia Química
João Paulo Bottin, Universidade do Oeste de Santa Catarina
Graduando do curso de Engenharia Química
Publicado
28-08-2018
Como Citar
de Oliveira, L., Bonfanti, L., Denbinski, L., & Bottin, J. (2018). REMOÇÃO DE COR E TURBIDEZ DA ÁGUA DO RIO DO PEIXE UTILIZANDO COAGULANTE NATURAL. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17920
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa