Novembro Azul

  • Taisa Trombetta DeMarco Unoesc
  • Fabiana Picolli D’AGOSTINI

Resumo

A campanha Novembro azul, mundialmente conhecida como November, visa alertar os homens da importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata. O movimento teve início em 2003, na Austrália, quando alguns amigos tiveram a ideia de deixar o bigode — que, na época, estava fora de moda — crescer com o objetivo de chamar a atenção para a saúde masculina. Conforme os anos foram se passando, a campanha foi conquistando cada vez mais adeptos, até se tornar mundial. Hoje, ela é feita em mais de 20 países. Durante o mês de novembro, os homens são encorajados a deixar o bigode crescer e as mulheres a participar da campanha vestindo a cor azul, escolhida para representar a ação. Por isso o nome “Novembro Azul” no Brasil. Com a preocupação de alertar a comunidade sobre essa temática o curso de Psicologia da UNOESC Videira promoveu uma campanha para conscientização, onde os alunos do curso de Psicologia confeccionaram um texto informativo com o título “Novembro azul”, que foi divulgado na mídia junto a foto das três (03) turmas com a faixa-padrão. No intervalo da aula academicos do curso de Psicologia distribuíram lacinhos azuis para toda a comunidade acadêmica visando maior conscientização. Utilizaram molduras para registrarem fotos durante a manifestação, que também contemplou cartolinas com frases de efeito a respeito da temática. Durante o mês de novembro os academicos e professores utilizaram um “laço azul” nas camisas e/ou camisetas durante o período de aula, a fim de fortalecer a conscientização quanto à prevenção e o combate ao câncer de próstata.

 

 

Palavras chave: Conscientização. Câncer de próstata.

Biografia do Autor

Taisa Trombetta DeMarco, Unoesc
Todas
Publicado
28-08-2018
Como Citar
DeMarco, T. T., & D’AGOSTINI, F. P. (2018). Novembro Azul. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17900
Edição
Seção
Videira - Extensão