DIRETRIZES PARA A PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO: PARKINSON

  • Diego Fernandes de Medeiros
  • Douglas Negrão Wolffenbuttel
  • Renan Negrão Wolffenbuttel
  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina. Universidade do Estado de Santa Catarina.

Resumo

A doença de Parkinson é crônica e degenerativa do sistema nervoso central que resulta da morte de neurônios motores da susbtância negra, diminuindo a dopamina na via negroestriata. Possui progressão lenta e afeta principalmente pessoas acima de 50 anos. Apresenta distúrbos motores como bradicinesia (lentidão do movimento), hipocinesia (menor amplitude do movimento), acinesia (dificuldade em iniciar os movimentos), tremor, rigidez e déficits de equilíbrio e marcha. Com a progressão da doença, os pacientes podem apresentar desordens cognitivas, déficit de memória, disfunção visuoespacial, dificuldades em realizar movimento sequencias ou repetitivos, freezing e lentidão nas respostas psicológicas. A realização de exercício físicos minimiza e retarda a evolução dos sinais e sintomas motores, como a rigidez parkinsoniana e o tremor, proporcionando aumento da função motora e melhoria da capacidade física e respiratória, qualidade de vida e nos casos associados à depressão. Dentre os diferentes tipos, o treinamento funcional e o exergame são modalidades novas no treinamento físico de indivíduos com doenças neurológicas, e têm demonstrado resultados significativos na melhora da função muscular. As pessoas com o diagnóstico de Parkinson devem receber reeducação e manutenção das atividades físicas da vida diária indispensáveis para a melhora dos sintomas apresentados pela doença. Sem a realização de exercícios físicos, os músculos tendem a se atrofiar, contrair e, por fim, diminuir.

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina. Universidade do Estado de Santa Catarina.

Mestrando em Ciências do Movimento Humano, pelo CEFID-UDESC. Doutorando em Educaçao Física, Atividade Física e Esporte pelo INEFC_UB. Professor da UNOESC-Chapecó.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Medeiros, D., Wolffenbuttel, D., Wolffenbuttel, R., & Zawadzki, P. (2018). DIRETRIZES PARA A PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO: PARKINSON. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17886