ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES ATENDIDOS NO SERVIÇO DE ONCOLOGIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SANTA TEREZINHA

  • Poliana Freitag Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Lucimara Fátima Lopes De And Bongiovani Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Fabiana Meneghetti Dallacosta Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Antuani Rafael Baptistella Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Graciele Fin Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Rudy José Nodari Junior Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Shaline Ferla Baptistella Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
  • Carina Rossoni Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil

Resumo

Objetivo: Caracterizar o estado nutricional dos pacientes diagnosticados com câncer no Serviço de Oncologia do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST). Métodos: Trata-se de um estudo observacional, descritivo e transversal, com pacientes oncológicos avaliados na primeira consulta no Serviço de Oncologia do HUST, no perído entre outubro à dezembro de 2017. Foram avaliados o índice de massa corporal - IMC (kg/m2) e o percentual de redução de peso corporal, através das classificações da OMS (1995) e Backburn (1977). Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e associativa. Resultados: 63 pacientes avaliados, com prevalência do sexo feminino (60,6%), idade média 56,6 anos, 59,1% casados e 60,6% ensino fundamental incompleto. Quanto ao tipo de tumor apresentado,  40,9% trato gastrointestinal, 19,7% mama e 12,1% hematológico. O IMC médio 24,74 kg/m2 e o percentual de redução de peso corporal de 24,19%. Ao correlacionar o percentual de redução de peso corporal, (< 10% e >10% em 6 meses), com os tipos tumorais, observou-se que existe diferença estatisticamente significante entre os grupos, sendo que os tumores gastrointestinais estão mais relacionados a perdas de peso maior que 10% em 6 meses (p = 0,025). Conclusão: Conclui-se que os pacientes oncológicos com tumores gastrointestinais reduziram mais peso que os demais, caracterizando um quadro de desnutrição. Sabe-se que essa redução de peso grave está diretamente relacionada a piores desfechos. Diante do exposto, faz-se necessário a realização de uma triagem nutricional minuciosa que permita a realização deObjetivo: Caracterizar o estado nutricional dos pacientes diagnosticados com câncer no Serviço de Oncologia do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST). Métodos: Trata-se de um estudo observacional, descritivo e transversal, com pacientes oncológicos avaliados na primeira consulta no Serviço de Oncologia do HUST, no perído entre outubro à dezembro de 2017. Foram avaliados o índice de massa corporal - IMC (kg/m2) e o percentual de redução de peso corporal, através das classificações da OMS (1995) e Backburn (1977). Os dados foram analisados por meio da estatística descritiva e associativa. Resultados: 63 pacientes avaliados, com prevalência do sexo feminino (60,6%), idade média 56,6 anos, 59,1% casados e 60,6% ensino fundamental incompleto. Quanto ao tipo de tumor apresentado,  40,9% trato gastrointestinal, 19,7% mama e 12,1% hematológico. O IMC médio 24,74 kg/m2 e o percentual de redução de peso corporal de 24,19%. Ao correlacionar o percentual de redução de peso corporal, (< 10% e >10% em 6 meses), com os tipos tumorais, observou-se que existe diferença estatisticamente significante entre os grupos, sendo que os tumores gastrointestinais estão mais relacionados a perdas de peso maior que 10% em 6 meses (p = 0,025). Conclusão: Conclui-se que os pacientes oncológicos com tumores gastrointestinais reduziram mais peso que os demais, caracterizando um quadro de desnutrição. Sabe-se que essa redução de peso grave está diretamente relacionada a piores desfechos. Diante do exposto, faz-se necessário a realização de uma triagem nutricional minuciosa que permita a realização de

Biografia do Autor

Poliana Freitag, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Lucimara Fátima Lopes De And Bongiovani, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Acadêmica do Curso de Graduação em Enfermagem da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Fabiana Meneghetti Dallacosta, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Docente do Programa de Pós Graduação em Biociências e Saúde da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Antuani Rafael Baptistella, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Docente do Programa de Pós Graduação em Biociências e Saúde da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Graciele Fin, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Docente do Curso de Graduação em Educação Física da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Rudy José Nodari Junior, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Docente do Programa de Pós Graduação em Biociências e Saúde da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Shaline Ferla Baptistella, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Mestranda do Curso de  Pós Graduação em Biociências e Saúde da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Carina Rossoni, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Docente do Programa de Pós Graduação em Biociências e Saúde da Unoesc, Joaçaba, Santa Catarina, Brasil
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Freitag, P., Bongiovani, L., Dallacosta, F., Baptistella, A., Fin, G., Nodari Junior, R., Baptistella, S., & Rossoni, C. (2018). ESTADO NUTRICIONAL DE PACIENTES ATENDIDOS NO SERVIÇO DE ONCOLOGIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SANTA TEREZINHA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17834