LUTO COLETIVO: quando uma torcida perde seus heróis

  • Jorgiana Baú Mena Barreto
  • Pricila Tobias

Resumo

RESUMO

 

Quando se fala em luto, estamos falando sobre uma perda única vivida por um sujeito único em um momento único de seu ciclo vital. Entretanto, no que diz respeito ao luto decorrente de desastres onde envolve um grande número de feridos, mortes em massa, a multiplicidade das perdas, a ruptura das famílias e dos sistemas sociais, nos chama atenção o luto coletivo. O principal objetivo desta pesquisa foi analisar o processo de luto de sócios-torcedores da Chapecoense, que passaram por perdas, decorrentes de desastres, especificamente do Acidente Aéreo com a Delegação da Associação Chapecoense de Futebol. Concomitante a este fator, ocorreu o levantamento de dados, por meio de uma pesquisa descritiva de cunho qualitativo. Os sujeitos participantes deste estudo foram 5 (cinco) sócios-torcedores e 6 (seis) sócias-torcedoras, totalizando uma amostra de 11 (onze) sujeitos de pesquisa, residentes da cidade de Chapecó – SC e que estivessem em processo de luto, decorrente do Acidente Aéreo com a Delegação Chapecoense de Futebol. O requisito de inclusão na pesquisa foi de que, os torcedores deveriam ser sócios da Chapecoense há mais de 8 anos e acompanhassem os jogos do time com frequência, ou estivessem participando de torcida organizada. Para a realização da pesquisa utilizou-se uma entrevista, contendo 10 (dez) questões abertas, incluindo dados de identificação do entrevistado. Diante de relatos tão contundentes e expressivos, pode-se constatar neste estudo que, em se tratando de perdas e luto decorrentes de desastres, as reações individuais são variáveis, ou seja, nem todas as pessoas passarão por todas as fases do luto e não é possível prever o tempo que levarão para ressignificar e elaborar a perda. Podemos identificar que o conjunto de reações físicas e psicológicas, descritas pelos entrevistados são característicos do processo de luto normal, que passam a influenciar a vida pessoal, familiar e social do enlutado. Nesta pesquisa não confirmou-se estas variáveis como fatores de risco potenciais para o desenvolvimento de um quadro de luto complicado ou patológico.

Palavras-chave: Desastres. Morte. Processo de Luto. Luto coletivo.

Publicado
28-08-2018
Como Citar
Mena Barreto, J., & Tobias, P. (2018). LUTO COLETIVO: quando uma torcida perde seus heróis. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17714