SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS: REAÇÕES NO DECORRER DO TEMPO

  • João Vinicius Reck Gnoatto
  • Vlademir Mascarello Verza
  • Sayonara Fátima Teston Universidade do Oeste de Santa Catarina - Chapecó

Resumo

Sabe-se que as substâncias psicoativas podem ser utilizadas de forma recorrente entre jovens. Neste sentido, desenvolveu-se uma proposta de pesquisa na disciplina de metodologia da pesquisa, cujo objetivo é analisar o comportamento e as reações neurofisiológicas de indivíduos que fizeram uso de substâncias psicoativas durante a juventude. De maneira geral, as drogas consideradas psicoativas são aquelas utilizadas para produzir alterações nas sensações, no grau de consciência, ou estado emocional. As alterações causadas pelo uso dessas substâncias variam de acordo com as características das pessoas que as usam, de qual a droga utilizada, em qual quantidade, entre outros fatores. De acordo com o critério de legalidade, podemos identificar dois grandes grupos de  drogas: as lícitas, que compõe anoréxigenos, álcool, tabaco e analgésicos, permitidos por lei; já as ilícitas compostas por drogas cuja comercialização é proibida no país, como heroína, crack, maconha e cocaína. Todas essas substâncias comercializadas legal e ilegalmente podem ser caracterizadas como drogas depressoras, drogas estimulantes, alucinógenas e/ou psicodislépticas. A partir da coleta de dados, espera-se entender a forma como as drogas atuam e quais são os fatores que contribuem para os seus efeitos no comportamento e nos aspectos neurofisiológicos em um período de longo prazo.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Gnoatto, J. V. R., Verza, V. M., & Teston, S. F. (2018). SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS: REAÇÕES NO DECORRER DO TEMPO. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17697
Edição
Seção
Chapecó - Ensino