MATERNIDADE: IMPLICAÇÕES NO BEM-ESTAR PSICOLÓGICO DE ADOLESCENTES

  • Jessika Costa de Godois
  • Camila Cristina Pasa
  • Sayonara Fátima Teston Universidade do Oeste de Santa Catarina - Chapecó

Resumo

Sabe-se que a gravidez na adolescência pode gerar diversas dificuldades. Neste contexto, desenvolveu-se uma proposta de pesquisa na disciplina de Metodologia Científica com o objetivo geral de analisar ônus e bônus que a maternidade pode exercer sobre o desenvolvimento de mães adolescentes. Parte-se do pressuposto que o bem-estar psicológico destas jovens podem sofrer consequências de curto, médio e longo prazos. Acredita-se que a gravidez pode interferir no processo de construção da personalidade, no processo de amadurecimento, nas escolhas cotidianas, e na pespesctiva de futuro. Para a coleta de dados, serão realizadas entrevistas em profundidade com mães adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Espera-se obter com esta pesquisa, resultados que auxiliem na elaboração de atividades de sensibilização, acompanhamento e intervenção junto à esta população, com cunho social e psicológico, e, com vistas ao fortalecimento da autoestima e do empoderamento feminino de mães precoces.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Godois, J., Pasa, C., & Teston, S. (2018). MATERNIDADE: IMPLICAÇÕES NO BEM-ESTAR PSICOLÓGICO DE ADOLESCENTES. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17696
Edição
Seção
Chapecó - Ensino