O AMOR SOB A ÓTICA DA ADOLESCÊNCIA

  • Fábio Zanuzzo
  • Talia Tosetto
  • Sayonara de Fátima Teston Universidade do Oeste de Santa Catarina - Chapecó

Resumo

A adolescência é uma das fases mais conturbadas para o ser humano defrontar a si mesmo, pois altera padrões tanto em nível psicológico quanto físico, cognitivo, afetivo e familiar do indivíduo, levando à muitas mudanças em pouco tempo. Por meio de um projeto de pesquisa desenvolvido na disciplina de Metodologia Científica, busca-se compreender os efeitos e o comportamento dos adolescentes em relação ao amor nesta fase do ciclo vital. Sabe-se que existem vários tipos de amor: o amor próprio, o fraterno (o amor ao próximo ou entre irmãos), e o amor afetivo (o amor pelas pessoas da vida particular). Além da afeição, há também o fator de atração, que abarca vários sentimentos como felicidade, sofrimento, tristeza, entre outros, resultando em algo incerto, enfim, geralmente na adolescência, o amor é um feito que baseia-se na fantasia e idealização. Partindo da idealização, os jovens podem comportar-se como se sua vida girasse em torno da pessoa amada, sendo capazes de mudar suas metas, seu foco, rotina e opiniões. Este trabalho tem o intuito de ampliar a compreensão acerca do amor no ponto de vista dos adolescentes. Para tal, realizar-se-á uma pesquisa de caráter subjetivista. Com os resultados, espera-se contribuir com publicações científicas acerca do tema a partir da compreensão da percepção do amor na perspectiva de adolescentes.
Publicado
28-08-2018
Como Citar
Zanuzzo, F., Tosetto, T., & Teston, S. (2018). O AMOR SOB A ÓTICA DA ADOLESCÊNCIA. Seminário De Iniciação Científica, Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão E Mostra Universitária. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/17693