ESTUDAR O QUE SE EXPERIMENTA E EXPERIMENTAR O QUE SE ESTUDA

Autores

Resumo

É fato que o ensino fica muito mais interessante e envolvente quando o aluno consegue vislumbrar o conteúdo proferido em sala de aula e consegue aliá-lo à prática. Ainda mais quando o mesmo tem a oportunidade de transformar e "confeccionar" este conhecimento em algo utilitário e palpável, fixando ainda mais este processo de aprendizagem.

Foi vivenciada esta experiência na disciplina de Programação Visual I, uma disciplina concentrada da Arquitetura e Urbanismo, onde o foco são os elementos conceituais do design em todas as suas esferas. Dentre um destes conceitos, foi trabalhada a temática "Módulo-Padrão" onde após uma abordagem conceitual os discentes tiveram que criar seu próprio módulo, estudando a melhor composição para transformá-lo em padrão e por fim aplicando-o num produto confeccionado por eles mesmos a ser entregue como "presente" de amigo secreto no término da disciplina.

Cumpriu-se assim um ciclo pedagógico onde se pode experimentar o que se estudou, e estudar o que se experimentou abarcando assim o conhecimento de forma qualitativa, significativa.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Miolo, S. L. G., Damo, M. S., Dall’Agnol, R. B., & Granzotto, T. de S. (2017). ESTUDAR O QUE SE EXPERIMENTA E EXPERIMENTAR O QUE SE ESTUDA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/15030

Edição

Seção

Chapecó - Pesquisa