Avaliação de embalagens flexíveis para suco de uva integral

  • Bruna May Unoesc
  • Aline Thomé Aluna do Mestrado Acadêmico em Ciência & Biotecnologia - Unoesc.
  • Edson Luiz de Souza Unoesc
  • Fernanda Megiolaro Unoesc
  • Fabiana Andreia Schafer de Martini Soares Unoesc
  • Endler Marcel Borges de Souza Unoesc

Resumo

O suco de uva integral é composto por diversos nutrientes, sendo que, para sua comercialização com segurança e manutenção de sua qualidade, é necessário o uso de embalagens adequadas. A embalagem de vidro é a mais utilizada no Brasil, mas pela praticidade e a segurança, principalmente para as crianças, embalagens flexíveis podem ser indicadas. O objetivo deste trabalho foi avaliar duas embalagens flexíveis (1: filme coextrusado de EVOH, laminado com poliéster metalizado; 2: filme com estrutura coextrusado de PEBD, pigmentado preto, laminado com coextrusado de copolímero EVOH, pigmentado branco e posteriormente laminado com poliéster) e compará-las a de vidro (controle), considerando as suas características físico-químicas (pH, turbidez, densidade, acidez, sólidos solúveis) e microbiológicas (Sabouraud acidificado e contagem total). Amostras de suco de uva integral da uva ‘Bordô’, produzidas e embaladas em fevereiro/2017 foram avaliadas nos períodos de 0-30-60-90 e 120 dias, sendo os resultados submetidos a análise de variância e as diferenças entre as médias testadas, a 5% de probabilidade, pelo teste de Tukey.  Nas embalagens flexíveis, testes prévios garantiram a não migração de componentes tóxicos das embalagens para o produto. Nas análises físico-químicas, as duas embalagens flexíveis apresentaram resultados semelhantes às de vidro. Quanto aos resultados das análises microbiológicas, os maiores crescimentos de microrganismos ocorreram nas de vidro. As embalagens flexíveis testadas atenderam as exigências de qualidade avaliadas e são opção ao uso da embalagem de vidro.

Biografia do Autor

Bruna May, Unoesc
Graduanda do curso de Biotecnologia Industrial.
Edson Luiz de Souza, Unoesc
Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Santa Catarina, mestrado (2003) e doutorado (2010) em Ciência e Tecnologia Agroindustrial pela Universidade Federal de Pelotas. Atualmente é professor e pesquisador da Universidade do Oeste de Santa Catarina e pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina. Tem experiência na área de Fruteiras de Clima Temperado, Ciência e Tecnologia de Alimentos e Biotecnologia (bebidas).
Publicado
13-09-2017
Como Citar
May, B., Thomé, A., Souza, E. L. de, Megiolaro, F., Soares, F. A. S. de M., & Souza, E. M. B. de. (2017). Avaliação de embalagens flexíveis para suco de uva integral. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14925
Edição
Seção
PIBITI - CNPq