AVALIAÇÃO DA CONSERVAÇÃO DE CORTES DE ABACAXI PÓS-COLHEITA SOB REFRIGERAÇÃO CONTROLADA

  • ADRIANO GIARETTA UNOESC- Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • GUILHERME MALDANER SCARAVONATTI UNOESC- Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • RENAN PELLEGRINI UNOESC- Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • CLAUDIA KLEIN UNOESC- Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

Para expandir os mercados nacional e internacional de frutas frescas, houve o interesse pelo consumo de produtos “prontos para o consumo". Com isso surgiu a necessidade de estudos sobre o melhor acondicionamento e  conservação dos frutos. Este estudo avaliou a conservação do abacaxi em temperatura controlada de 0,9 ºC em embalagem pet com diferentes cortes, sendo cortado em fatias e em cubos. Foi avaliado a massa inicial, pH inicial, acidez titulável e quantidade de açúcar presente no fruto (graus brix) e após 15 dias de armazenamento foi reavaliado estas características químicas onde observou-se notável perda da qualidade do produto sendo que após o período de armazenamento houve um aumento do pH, aumento da acidez titulável e diminuição da massa e dos teores de açúcar do abacaxi isso provavelmente devido a iniciação de decomposição do produtos. O trabalho demonstrou que quanto menor era o tamanho do corte maior foi a sua degradação, sendo que esta técnica de refrigeração por si só não se mostrou eficaz para a conservação dos cortes de abacaxi em pós-colheita.
Publicado
13-09-2017
Como Citar
GIARETTA, A., SCARAVONATTI, G. M., PELLEGRINI, R., & KLEIN, C. (2017). AVALIAÇÃO DA CONSERVAÇÃO DE CORTES DE ABACAXI PÓS-COLHEITA SOB REFRIGERAÇÃO CONTROLADA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14834
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Ensino