AVALIAÇÃO DA ADESÃO A TERAPIA ANTIRRETROVIRAL PARA A INFECÇÃO PELO HIV

Autores

  • Daniela Graczyk Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Danieli Covalski
  • Samuel Spiegelberg Zuge

Resumo

A adesão é considerada um dos maiores desafios para a eficácia da terapia antirretroviral, necessitando de um comportamento individual e psicossocial, o qual deve estar vinculado a um conjunto de ações, que partem da disponibilidade de acesso aos serviços de saúde, a frequência e a realização de exames laboratoriais, acompanhamento clínico, retirada dos medicamentos, entre outros. Assim, este estudo tem por objetivo avaliar a adesão a terapia antirretroviral para a infecção pelo HIV. Trata-se de um estudo com delineamento transversal, fundamentado na abordagem quantitativa. O presente estudo foi realizado com 89 adultos com a infecção pelo HIV em um serviço de infectologia da Região Oeste de Santa Catarina, no período de junho a dezembro de 2016. Para avaliar a adesão foi utilizado um instrumento, denominado “Cuestionário para la Evaluación de la Adhesión al Tratamiento Antiretroviral” (CEAT-VIH). A pontuação global de adesão a terapia, medida pelo CEAT-VIH variou de 45 a 88 pontos, com uma média de 80,0 (± 7,7).  Quanto à classificação da adesão, 62 % foram definidos como adesão regular a terapia antirretroviral, 28% com adesão estrita e 10% com baixa adesão. Conclui-se que torna-se necessário manter as ações que tratam da melhora da adesão a terapia antirretroviral, a fim de melhorar a qualidade de vida das pessoas com HIV e minimizar a possibilidade de novas transmissões.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Graczyk, D., Covalski, D., & Zuge, S. S. (2017). AVALIAÇÃO DA ADESÃO A TERAPIA ANTIRRETROVIRAL PARA A INFECÇÃO PELO HIV. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14817

Edição

Seção

São Miguel do Oeste - Pesquisa