OCORRÊNCIA E ANATOMOPATOLOGIA DE LESÕES PULMONARES DE SUÍNOS ABATIDOS NO MUNICÍPIO DE XANXERÊ, REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA

Autores

  • Tanaíza Carla Rigo Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Fernanda Vieira Ribeiro Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Anderson Radavelli Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Daiane Cadore Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Talita Valentini Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Marina Gheller Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Camila Pagotto Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Paulo Eduardo Bennemann Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Natalha Biondo Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A ocorrência de pneumonias pode ser monitorada através da quantificação das lesões pulmonares em frigorífico. Esta monitoria, permite quantificar o grau das lesões e auxilia o profissional na tomada de decisões para profilaxia e tratamento destas enfermidades. Com o objetivo de avaliar e quantificar as lesões pulmonares em suínos em idade de abate, foi realizada a avaliação de 3413 pulmões oriundos de 74 lotes com número médio de 46±20,10 animais, entre os meses de abril de 2015 e julho de 2017 em frigoríficos na região Oeste de Santa Catarina. Os pulmões foram amostrados aleatoriamente e o percentual de área tecidual acometida por lesão foi calculado, bem como o índice de pneumonia (IPP) para cada lote. Por amostragem casual, 170 pulmões com lesão macroscópica foram avaliados por histopatologia. Do total de pulmões avaliados, 82,3%±16,79% (2808/3413) apresentavam algum grau de lesão de consolidação. A prevalência de pneumonia variou de 42,4 a 100% e o IPP médio foi de 1,45±0,58, com variação de 0,51 a 3,14. Na histopatologia, a lesão predominante foi broncopneumonia não supurativa associada a hiperplasia do tecido linfoide peribronquiolar em 44,1% (75/170) das amostras. Com base nos resultados, é possível evidenciar um grande percentual de animais acometidos por lesões pulmonares identificados ao abate. Na interpretação do IPP, valores maiores de 0,90, representam uma situação indesejável, com ocorrência grave de pneumonia. A partir dos achados histopatológicos pode-se sugerir como etiologia predominante, o M. hyopneumoniae.

Biografia do Autor

Natalha Biondo, Universidade do Oeste de Santa Catarina

Laboratório de Patologia Veterinária

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Rigo, T. C., Ribeiro, F. V., Radavelli, A., Cadore, D., Valentini, T., Gheller, M., Pagotto, C., Bennemann, P. E., & Biondo, N. (2017). OCORRÊNCIA E ANATOMOPATOLOGIA DE LESÕES PULMONARES DE SUÍNOS ABATIDOS NO MUNICÍPIO DE XANXERÊ, REGIÃO OESTE DE SANTA CATARINA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14784

Edição

Seção

Xanxerê - Pesquisa