ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO ÁCIDO PIROLENHOSO OBTIDO DA COMBUSTÃO DE CAROÇO DE PÊSSEGO

  • Danieli Gomes de Oliveira
  • Gabrielle Stefanie Frigo Veronez UNOESC
  • Fábio Castro IFSul
  • Roberto Degenhardt UNOESC
  • Monalize Salete Mota UNOESC

Resumo

O ácido pirolenhoso é um produto obtido da pirólise de materiais orgânicos. No processo de fabricação ocorre a decomposição térmica desses materiais na ausência de oxigênio. O caroço do pêssego, rejeito da indústria de conservas, é um material do qual pode-se obter o ácido pirolenhoso. Esse tem mostrado potencial de melhoria das condições do solo, indução da germinação e aumento da qualidade de plantas e também atuando no controle de micro-organismos, ajudando a prevenir algumas doenças nas plantas. Este trabalho teve como objetivo avaliar atividade antimicrobiana do ácido pironenhoso obtido de caroço de pêssego (solução a 15%) sobre de cepas padrão de bactérias e leveduras. Para a avaliação da atividade antimicrobiana foi utilizado o teste de macrodiluição com diluições seriadas do agente antimicrobiano (redução de 50% da concentração a cada diluição), em meio de cultura líquido (Infusão de Cérebro e Coração suplementado com 1% de Tween - BHI + Tweem). Após a preparação das séries de diluições, foi transferido para cada tudo de cada série, 10uL da supressão padronizada do micro-organismo (5X10e5 unidades formadoras de colônias por mililitro - UFC/ml). Os procedimentos foram realizados em duplicata. Os resultados demostraram que o extrato pirolenhoso inibiu o crescimento dos micro-organismos Candida albicans, Enterococcus faecalis, Escherichia coli, Salmonella enterica e Streptococcus pyogenes.

Biografia do Autor

Danieli Gomes de Oliveira
UNOESC
Publicado
13-09-2017
Como Citar
Oliveira, D. G. de, Veronez, G. S. F., Castro, F., Degenhardt, R., & Mota, M. S. (2017). ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DO ÁCIDO PIROLENHOSO OBTIDO DA COMBUSTÃO DE CAROÇO DE PÊSSEGO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14770
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa