MONITORIA ACADÊMICA COMO ESPAÇO DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autores

  • Jonas Brandalise
  • Andrea de Oliveira Pinto Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A monitoria tem um papel importante durante a vida acadêmica, desperta o interesse pela carreira docente, ajuda na interação social, treina a fala em público, ensina ser proativo e auxiliar outros alunos com dificuldades. O ponto mais importante é que o acadêmico tem a oportunidade de aprofundar o conhecimento adquirido na sala de aula, colocando em prática os conteúdos estudados. O objetivo deste trabalho foi a preparação de cadáveres animais para estudo e aprofundar o conhecimento diretamente na prática através da dissecação de musculatura, veias e artérias. A monitoria na disciplina de anatomia segue um regime de 12 horas semanais de efetivo trabalho, com a orientação da professora Andrea Pinto de Oliveira, a qual repassa atividades de rotina no laboratório e separação das peças anatômicas utilizadas nas aulas práticas da disciplina de Anatomia. A dissecação da musculatura do cadáver do cão ocorreu no período de 23 de junho a 30 de junho de 2017 no laboratório de Anatomia Animal da Universidade do Oeste de Santa Catarina Campus de Campos Novos. Foram realizadas técnicas de dissecação, desde o processo de retirada da pele do animal, gordura, fáscias e com o objetivo final de dissecar os músculos. Esses cadáveres serão utilizados pelas turmas de novos acadêmicos do curso de Medicina Veterinária. Em todo processo de dissecação, foi utilizado o livro de Técnicas de Dissecção do Cão para auxilio no trabalho. A monitoria melhorou a relação com os alunos monitorados e docentes permitindo a troca de conhecimentos.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Brandalise, J., & Pinto, A. de O. (2017). MONITORIA ACADÊMICA COMO ESPAÇO DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14683

Edição

Seção

Joaçaba - Ensino