CONSEQUÊNCIAS DO ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO EM LEITÕES

Autores

Resumo

A fase do desmame no sistema intensivo de criação é considerada a mais traumática na vida dos suínos. Quando são desmamados até 28 dias de idade os leitões passam por um período de estresse, podendo afetar o hipocampo, interferindo no raciocínio, memória, inteligência, aprendizado, desenvolvimento e bem-estar desses animais. Situações semelhantes ocorrem com humanos que sofreram estresse pós-traumático. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão de literatura a respeito das consequências do estresse causado pelo desmame precoce em leitões, através da pesquisa de artigos publicados em periódicos científicos com textos completos em português, com os descritores: desmame, estresse pós-traumático e leitões.  Há várias situações que certamente irão causar estresse em leitões recém-desmamados no sistema intensivo, a que mais afeta os leitões é a separação da mãe. Outro problema é a mudança brusca na alimentação,  ao contrário da vida selvagem, na qual o desmame ocorre até 112 dias de idade e a mãe apresenta aos seus filhotes os alimentos sólidos. No sistema intensivo de criação, leitões desmamados precocemente tornam-se agressivos,  podendo desenvolver medo paralisante e agressividade desenfreada. A troca do ambiente físico e o reagrupamento forçado podem instigar as brigas, as quais causam lesões e aumentam o estresse. Experiências traumáticas vivenciadas pelos leitões são mais decisivas no aprendizado do que a idade do desmame propriamente dita. O estresse pós-traumático pode causar danos cerebrais  tanto em suínos quanto em humanos.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Cordi, A., Néris, T. E., & Savariz, A. (2017). CONSEQUÊNCIAS DO ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO EM LEITÕES. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14521

Edição

Seção

Joaçaba - Pesquisa