PROBLEMA SOCIAL, CULTURAL E URBANO NA HABITAÇÃO INDÍGENA: ESTUDO DE CASO DA RESERVA INDÍGENA DE IPUAÇU, SANTA CATARINA

Autores

  • Leonardo Gazzoni Unoesc
  • Juliane Maria Unoesc
  • Leonardo Busatta Unoesc
  • Anderson Saccol Ferreira UNOESC
  • Anderson José Guisolphi Unoesc

Resumo

O tema da pesquisa buscou analisar os problemas relativos as políticas sociais, habitacionais e culturais presentes na sede indígena Xapecó, localizada no município de Ipuaçu (SC). Dada a escassez de recursos públicos aplicados à reserva, associados a empecilhos relativos à aderência de programas de moradia popular, falta de infraestruturas básicas como saneamento, pavimentação das ruas, iluminação pública, transportes e coletas de lixo. Além de barreiras culturais, externas e internas, por conta de divergências sobre como deve organizar-se arquitetonicamente a habitação indígena e a preservação dos traços culturais locais frente às novas tecnologias e à modernização do espaço social e seus mecanismos. De acordo com o estudo de caso realizado in loco, observamos as condições reais relacionadas, notamos a inobservância por parte do poder público municipal relativas ao direcionamento adequado de recursos à reserva, tendo em vista a grande demanda por serviços e melhorias. Apontamos soluções por meio do estudo e análise de programas vigentes de abrangência nacional, e que estariam e consonância com a situação encontrada na reserva indígena do município, necessitando apenas de uma maior elucidação sobre a possibilidade de aderência desses programas por parte da prefeitura municipal à comunidade.

Biografia do Autor

Leonardo Gazzoni, Unoesc

Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo da Unoesc Xanxerê 

Juliane Maria, Unoesc

Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo da Unoesc Xanxerê 

Leonardo Busatta, Unoesc

Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo da Unoesc Xanxerê 

Anderson Saccol Ferreira, UNOESC

Mestrado Profissional em Administração, UNOESC (2015) em andamento, pós-graduado em nível de especialização (Lato Sensu) em desenvolvimento regional e dinâmica regionais com área de concentração em políticas publicas, formado 2007 no curso de Arquitetura e Urbanismo pela UNOESC, professor, coordenador e membro do Núcleo Docente Estruturante NDE do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNOESC ? Xanxerê, experiência em arquitetura, planejamento urbano e construção com ênfase em criação e elaboração de projetos arquitetônicos e planejamento urbano.

 

Anderson José Guisolphi, Unoesc

Doutorando em História (UPF). Mestre em História - UPF (2013) . Licenciatura em História - UNOESC (2002). Especialização em ARQUEOLOGIA pela Universidade Regional do Alto Uruguai e das Missões (2004). Atualmente é docente no curso de Arquitetura - Unoesc, atuando nos componentes de Patrimônio Histórico e História das Cidades. Docente no curso de Arquitetura Uceff. É também servidor na UFFS - Técnico em Assuntos Educacionais na UFFS.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Gazzoni, L., Maria, J., Busatta, L., Ferreira, A. S., & Guisolphi, A. J. (2017). PROBLEMA SOCIAL, CULTURAL E URBANO NA HABITAÇÃO INDÍGENA: ESTUDO DE CASO DA RESERVA INDÍGENA DE IPUAÇU, SANTA CATARINA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14311

Edição

Seção

Xanxerê - Ensino