DIMENSIONAMENTO DE TROCADORES DE CALOR PARA RESFRIAMENTO DE GASES DO PROCESSO DE FUNDIÇÃO DE CHUMBO

  • Cristiano Meneghini UNOESC
  • Luan Meneghini UNOESC

Resumo

Durante a fundição de chumbo, ocorre a liberação de gases tóxicos que devem passar por um processo de filtragem. Esses gases saem do forno de fundição a uma temperatura média de 320ºC e percorrem um caminho passando por tubos, ciclones até chegarem nos filtros de manga, constituídos geralmente de poliéster ou polipropileno, que finaliza a filtragem. Esse material não suporta temperaturas superiores a 115ºC, que quando ultrapassada, causa queima e degradação dos filtros, perdendo sua funcionalidade. Assim sendo o presente trabalho tem como objetivo a o projeto de um trocador de calor para resfriar os gases tóxicos provenientes do processo de fundição a fim de resfriá-los até a temperatura limite de 115ºC. O dimensionamento do trocador de calor levou em conta o método ΔTML, o qual contou com a criação de uma planilha interativa no software Excel e modelamento geométrico em software SolidWorks. O trocador projetado foi do tipo tubular, com 33,28 m² de área total de troca térmica, o qual tem a capacidade de remover 750,56 kW de carga térmica dos gases através de uma vazão de 12,93 m³/h de água. Com o término do trabalho é possível reduzir a temperatura desses gases com o trocador projetado aumentando a eficiência da filtragem dos gases tóxicos e também do ganho que têm-se pelo aquecimento dá água que deixa o trocador.

Biografia do Autor

Cristiano Meneghini, UNOESC
Mestre em Engenharia Mecânica.
Luan Meneghini, UNOESC
Engenheiro Mecânico.
Publicado
13-09-2017
Como Citar
Meneghini, C., & Meneghini, L. (2017). DIMENSIONAMENTO DE TROCADORES DE CALOR PARA RESFRIAMENTO DE GASES DO PROCESSO DE FUNDIÇÃO DE CHUMBO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14214
Edição
Seção
Joaçaba - Pesquisa