ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA EM ONCOLOGIA: PERCEPÇÃO DOS PACIENTES ONCOLÓGICOS.

Autores

  • Daniela Ries Winck Unoesc
  • Fernanda Nilde Serighelli

Resumo

Objetivo: Refletir, a partir das percepções dos pacientes oncológicos, a respeito da assistência farmacêutica recebida em ambiente hospitalar. Metodologia: estudo exploratório de natureza qualitativa realizado com 23 pacientes oncológicos vinculados a Rede Videirense de Combate ao Câncer. A coleta de dados foi realizada através de entrevistas semi-estruturadas, os dados foram analisados, categorizados e em seguida observação através de semelhanças. Resultados: Dos pacientes oncológicos entrevistados (96%) pertencem ao gênero feminino, com uma faixa etária média de 57 anos. Sendo que a grade maioria (74%) permanecem aposentados e (18%) estão afastados do trabalho. O câncer de mama foi o mais prevalente entre os participantes (59%), seguido pelo câncer de colo uterino (14%). As terapias antineoplásicas mais utilizadas pelos pacientes oncológicos entrevistados foram a quimioterapia (37%), seguida da radioterapia (36%). Pesquisou-se ainda que (61%) dos pacientes possuem ensino fundamental incompleto, sendo que (56%) permanecem casados. Conclusão: As equipes multiprofissionais mostram-se de suma importância para o tratamento dos pacientes oncológicos, sendo o farmacêutico uma peça fundamental para compor a equipe. A maioria dos participantes do estudo não obtiverão contato com o farmacêutico no ambiente hospitalar, o que compromete a qualidade da assistência prestada, os resultados terapêuticos e a qualidade de vida dos pacientes oncológicos.

Downloads

Publicado

13-09-2017

Como Citar

Winck, D. R., & Serighelli, F. N. (2017). ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA EM ONCOLOGIA: PERCEPÇÃO DOS PACIENTES ONCOLÓGICOS. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/14112

Edição

Seção

Videira - Ensino