VIVÊNCIAS DOS PAIS DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO DEFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE

  • Paula Cristina Tasca
  • Edinéia Maier

Resumo

Essa pesquisa teve como objetivo identificar as vivências dos pais mediante o filho que possui o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), se estes pais sofrem ou já sofreram com preconceitos ou rotulações, bem como se essas crianças fazem o uso de medicação. Este estudo justifica-se de forma que o número de diagnósticos de TDAH em crianças em idade escolar tem aumentado e há poucos estudos que investigam o cotidiano dos pais após o diagnóstico do filho. Abordou-se a forma de uma pesquisa qualitativa e na modalidade de pesquisa de campo, utilizando o método de Bardin (2000) para análise dos dados. Como técnica para coleta de dados foi realizado entrevistas semiestruturadas com quatro casais que possuem filhos diagnosticados com TDAH. A pesquisa ocorreu em um município de pequeno porte da região do Extremo Oeste de Santa Catarina. Quanto aos resultados encontrados percebeu-se falta de conhecimento da maioria dos pais mediante o TDAH do filho. Cada casal demonstrou sentimentos diferentes perante o transtorno do filho, observando-se que alguns pais sofreram com preconceitos devido ao comportamento do filho. A maioria dos pais relata que o filho faz uso ou já usou medicação.
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Tasca, P. C., & Maier, E. (2016). VIVÊNCIAS DOS PAIS DE CRIANÇAS COM TRANSTORNO DO DEFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/11770
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Pesquisa