SEXUALIDADE E GÊNERO: UM ESTUDO COM MULHERES AGRICULTORAS NO AMBULATÓRIO REGIONAL DE DST/HIV/AIDS DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC

  • Sirlei Favero Cetolin
  • Eloisa Bido
  • Caroline Estéfani Zanin

Resumo

O estudo realizado sobre questões de gênero, teve como objetivo analisar problemáticas vivenciadas por mulheres agricultoras usuárias dos serviços do Ambulatório Regional de DST/AIDS, localizado no município de São Miguel do Oeste no estado de Santa Catarina. Foi uma pesquisa quanti-qualitativa com base em informações coletadas com a utilização de um questionário. Participaram da pesquisa 13 mulheres, com faixa etária entre 18 e 55 anos e origem no meio rural. Atualmente 09 continuam residindo no meio rural e 04 vivem no meio urbano. Dentre aquelas que residiam no meio rural e mudaram-se para o meio urbano, os motivos referem-se ao maior e melhor acesso ao tratamento e aos serviços de saúde, facilidade para arrumar emprego, não conseguir mais trabalhar na agricultura por estar doente e separação conjugal. A maioria convive com o diagnóstico há mais de quatro anos e o tempo máximo que constatamos foi de 22 anos. O preconceito dos amigos e a não aceitação dos familiares, juntamente com os efeitos colaterais provocados pelos uso dos medicamentos, foram relatados como as principais dificuldades na vida cotidiana. Ações planejadas por equipes interdisciplinares, para atender as necessidades do tratamento medicamento e oferecer o apoio moral e psicológico podem contribuir para o enfrentamento da solidão e desamparo vivenciados a partir da confirmação do diagnóstico
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Cetolin, S. F., Bido, E., & Zanin, C. E. (2016). SEXUALIDADE E GÊNERO: UM ESTUDO COM MULHERES AGRICULTORAS NO AMBULATÓRIO REGIONAL DE DST/HIV/AIDS DE SÃO MIGUEL DO OESTE/SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/11765
Edição
Seção
PIBIC- CNPq