FORMULAÇÃO DE FERTILIZANTES ORGANOMINERAIS E ENSAIO DE PRODUTIVIDADE

  • André Sordi
  • Alceu Cericato
  • Aline Ulsenheimer

Resumo

O fertilizante organomineral é a aposta para o futuro da produção agrícola, isso
porque reduz o risco ambiental, o custo da lavoura e a dependência exclusiva de fertilizantes
minerais, além de proporcionar a reestruturação do solo através da reposição de matéria
orgânica. Nesse sentido foi realizado esse trabalho com o objetivo de formular fertilizantes
organominerais a partir de compostagem de dejetos suínos e fontes minerais e avaliar a
produtividade das culturas de soja, trigo e milho com a utilização destes formulados. O
experimento foi conduzido na área experimental da Universidade do Oeste de Santa Catarina, no
município de Maravilha/SC. O solo local é classificado como NITOSSOLO BRUNO Distróficos e o
clima é classificado como subtropical úmido, Cfa (Köppen). O delineamento experimental
utilizado foi o de blocos ao acaso, onde foram testados 5 tratamentos com 8 repetições cada,
onde cada parcela teve uma área de 4m². O preparo e a formulação dos fertilizantes
organominerais foi feita de forma caseira, sendo adicionados e homogeneizados o composto de
dejetos suínos e os fertilizantes minerais nitrato de amônio (NA) com 27% de N; superfosfato
triplo (STF) com 46% de P2O5 e o cloreto de potássio (KCl) com 60 % de K2O em diferentes
proporções a fim de se obter 4 formulações de NPK: 03:12:09 (T1), 02:10:10 (T2), 05:15:15 (T3)
e 02:13:15 (T4) além do adubo mineral comercial 04:24:12 (T5). Os fertilizantes foram testados
nas culturas da soja, trigo e milho para posterior avaliação de produtividade. Não houve
diferença significativa para rendimento de grãos, peso de mil grãos e número de vagens ou
espigas entre os tratamentos da soja e do trigo. Na cultura do milho houve diferença significativa
na produtividade de grãos e peso de mil grãos entre os tratamentos. Os resultados obtidos
mostram que os fertilizantes organominerais são uma alternativa viável na produção da soja,
trigo e milho
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Sordi, A., Cericato, A., & Ulsenheimer, A. (2016). FORMULAÇÃO DE FERTILIZANTES ORGANOMINERAIS E ENSAIO DE PRODUTIVIDADE. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/11731
Edição
Seção
São Miguel do Oeste - Pesquisa