CREMATÓRIO: PROPOSTA DE NEGÓCIO NA CIDADE DE SÃO MIGUEL DO OESTE - SC

  • Claudia Maria Tochetto UNOESC
  • Adriana Salvi UNOESC

Resumo

Os cemitérios não atendem mais a demanda de enterros convencionais e o ato de cremar torna-se importante para a economia de espaço e recursos públicos e, principalmente, quanto aos aspectos ambientais.O método de cremação é muito antigo, constituindo-se em uma técnica funenária que incinera o corpo, reduzindo-o a cinzas. Nessa perspectiva, o presente plano de negócio teve como objetivo identificar a viabilidade de implantação de um serviço de cremação no município de São Miguel do Oeste, com abrangência aos municípios circunvizinhos da região do extremo oeste catarinense. A pesquisa de mercado teve abordagem quantitativa e a coleta ocorreu por meio de questionário aplicado a 100 pessoas residentes em São Miguel do Oeste, no ano de 2015. Os resultados indicaram desconhecimento acerca desse tipo de serviço, por 88% dos questionados, mas mesmo assim o público pesquisado utilizaria o crematório (78% das respostas). Além dessas informações, para o planejamento financeiro, foram consideradas as mortes por acidente de trânsito no munícipio em questão. No que tange aos indicadores, o empreendimento Memorial Horto da Paz apresenta uma lucratividade positiva durante os três primeiros anos (12%, 17% e 20%). O payback (em anos) é de 3,68, e a rentabilidade ou atratividade do negócio, para os três primeiro anos, é de 27%, 45% e 65%, respectivamente.
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Tochetto, C. M., & Salvi, A. (2016). CREMATÓRIO: PROPOSTA DE NEGÓCIO NA CIDADE DE SÃO MIGUEL DO OESTE - SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/11212
Edição
Seção
Joaçaba - Ensino