AVALIAÇÃO DO EFEITO DE BIOESTIMULANTES EM TRIGO

  • Gilberto Luiz Curti UNOESC-XANXERÊ
  • Felipe Junior Pagliari
  • Jéssica Da Rosa Faliguski
  • Roberta Estela Rampazzo
  • Douglas Basotti
  • Cristiano Nunes Nesi
  • Mauricio Vicente Alves

Resumo

Resumo: O objetivo desse experimento foi avaliar o beneficio em relação ao crescimento vegetativo e o desenvolvimento das raízes, causado pelo uso de bioestimulantes na cultura do trigo, usando fertilizante foliar (Biozyme) e regulador de crescimento (Stimulate) em diferentes doses de aplicação, tanto via foliar quanto via tratamento de semente. Fator “A”: Produtos (Stimulate e Biozyme), para o fator “B” aplicação no tratamento de semente para Stimulate (Sem bioestimulante, 50% da dose (2,5ml/kg), 100% da dose (5,0ml/kg), 100% da dose (5,0ml/kg), 150% da dose (7,5ml/kg) e para Bozyme (Sem bioestimulante, 50% da dose (0,5ml/kg), 100% da dose (1,0ml/kg), 150%
da dose (1,5ml/kg) e para o Fator “C”: aplicações via foliar no afilhamento para Stimulate (Sem bioestimulante, 50% da dose (250 ml/ha), 100% da dose (500 ml/ha), 150% da dose (750 ml/ha) e para Biozyme (Sem bioestimulante, 50% da dose (125ml/ha), 100% da dose (250ml/ha), 150% da dose (375ml/ha). Conclui-se que o crescimento e o desenvolvimento do trigo, cultivado com uso de diferentes produtos bioestimulantes na aplicação via semente e foliar, não foram influenciados pela interação Produtos x época de aplicação x dose dos produtos.

Biografia do Autor

Gilberto Luiz Curti, UNOESC-XANXERÊ
Mestre em Agronomia, Área de Concentração Produção Vegetal, pela UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2010). Graduado em Agronomia pela UNOCHAPECÓ - Universidade Comunitária Regional de Chapecó (2004). *Possui experiência nas áreas de Agronomia: Já atuou nas áreas de Horticultura como paisagismo, produção de flores e plantas ornamentais, olericultura, fruticultura e florestas bem como plantas forrageiras, marketing, capacitação de produtores e técnicos, difusão de tecnologias e eventos na EPAGRI/Chapecó. *Atua atualmente na EPAGRI - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S.A; como responsável pelo CEPA/Chapecó - Centro de Socieconomia e Planejamento Agrícola de Santa Catarina, na Região Oeste, (http://cepa.epagri.sc.gov.br/). *Atualmente também Professor de Olericultura, Fruticultura, Floricultura e Paisagismo e Ergonomia e Segurança no Trabalho, na UNOESC -Universidade do Oeste de Santa Catarina. Agronomia/Campus de Xanxerê.
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Curti, G. L., Pagliari, F. J., Faliguski, J. D. R., Rampazzo, R. E., Basotti, D., Nesi, C. N., & Alves, M. V. (2016). AVALIAÇÃO DO EFEITO DE BIOESTIMULANTES EM TRIGO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/11142
Edição
Seção
Xanxerê - Pesquisa