QUAL PERNA É MAIS PRECISA NO PASSE DE FUTEBOL? UM ESTUDO-PILOTO EXPLORATÓRIO

  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina. Universidade do Estado de Santa Catarina.
  • Jucielly Carla Téo
  • Danieli Zanini
  • Marcos Antonio Cezar
  • Carlos Miguel Porto Almeida
  • Paulo Pagliari
  • Susana Padoin
  • Eduarda Borsoi
  • Natali Sirino
  • Rodrigo Schild
  • Maiqueli F. da Silva
  • Thaynan Luiz

Resumo

Ter domínio dos fundamentos técnicos do futebol, como o passe, permite à um jogador armar um maior número de jogadas, aumentar da probabilidade de gol, dar velocidade à partida, e ainda, gerar menor desgaste físico pela equipe com bola e maior pela equipe sem a posse de bola. Dessa forma, avaliar a força e precisão do passe no futebol tornou-se fundamental para estabelecer os planos de treinamento da modalidade. Com o objetivo de descrever a eficiência do passe simples da equipe Sub-15 da Associação Chapecoense de Futebol, o grupo Ciências da Vida em Pesquisa propôs um teste com bola parada, à uma distância de 10 m de um alvo do tamanho de um cone dentro de um campo de futebol. Reuniram-se 23 atletas, cada um efetuou quatro passes, dois com a perna direita e outros dois com a perna esquerda, tendo como alvo um círculo com 1 metro raio demarcado no gramado. Os jogadores tinham por objetivo fazer a bola parar dentro deste círculo. A precisão foi quantificada a partir da distância em metros do cone central. Os resultados mostraram que o segundo passe, realizado com a perna direita, foi mais preciso (p<0,05) do que o primeiro, e que os jogadores mais precisos são os que jogam nas posições de lateral esquerdo, atacante e zagueiro, e os menos precisos são os jogadores da posição de volante e meia.  Considerando que 22 atletas eram destros e apenas um sinistro, considera-se o objetivo do trabalho atingido. Conclui-se que o protocolo proposto pode ter grande valia se utilizado em diferentes distâncias e situações.

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina. Universidade do Estado de Santa Catarina.

Mestrando em Ciências do Movimento Humano, pelo CEFID-UDESC. Doutorando em Educaçao Física, Atividade Física e Esporte pelo INEFC_UB. Professor da UNOESC-Chapecó.

Publicado
24-08-2016
Como Citar
Zawadzki, P., Téo, J. C., Zanini, D., Cezar, M. A., Almeida, C. M. P., Pagliari, P., Padoin, S., Borsoi, E., Sirino, N., Schild, R., Silva, M. F. da, & Luiz, T. (2016). QUAL PERNA É MAIS PRECISA NO PASSE DE FUTEBOL? UM ESTUDO-PILOTO EXPLORATÓRIO. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/10899
Edição
Seção
Chapecó - Extensão