AVALIAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE PSEUDOFRUTOS DAS CULTIVARES DE MORANGUEIRO ORGÂNICO: ALBION E CAMAROSA

  • Gilberto Luiz Curti UNOESC-XANXERÊ
  • Marlene Bergamaschi
  • Marta Casonatto
  • Ana Paula Ribak

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar características físico-químicas de pseudofrutos das cultivares de morangueiro orgânico: Albion e Camarosa estas análises foram conduzidas no laboratório de biotecnologia da Unoesc de Xanxerê. Pois o Brasil vem se destacando no cenário mundial na produção de morango para consumo in natura, bem como para outros usos. Este grande avanço está relacionado à introdução de variedades e de sistemas de produção. O morangueiro é produzido e consumido em todo mundo, e está entre as espécies de pequenos frutos mais produzidas. A produção catarinense concentra-se em praticamente todos os municípios do estado. Cultivares de morango orgânico tem muita aceitação por serem considerados pseudofrutos limpos, saudáveis e com sabor mais intenso, muito apreciado, seu o cultivo orgânico possibilita uma melhor qualidade de vida aos produtores e consumidores. Foram efetuadas comparações das médias de acordo com o teste “F” a 5% de probabilidade de erro. Com o estudo foi possível observar diferenças significativas entre os dois cultivares para os parâmetros, peso e o diâmetro do fruto, porém para os demais parâmetros como comprimento, brix e pH não apresentaram diferenças significativas entre os cultivares. A cultivar Albion apresentou característica importante, com frutas de maior calibre e peso de massa, comisso pode possibilitar uma menor utilização de mão de obra para colheita, bem como melhores ganhos econômicos.

Biografia do Autor

Gilberto Luiz Curti, UNOESC-XANXERÊ
Mestre em Agronomia, Área de Concentração Produção Vegetal, pela UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (2010). Graduado em Agronomia pela UNOCHAPECÓ - Universidade Comunitária Regional de Chapecó (2004). *Possui experiência nas áreas de Agronomia: Já atuou nas áreas de Horticultura como paisagismo, produção de flores e plantas ornamentais, olericultura, fruticultura e florestas bem como plantas forrageiras, marketing, capacitação de produtores e técnicos, difusão de tecnologias e eventos na EPAGRI/Chapecó. *Atua atualmente na EPAGRI - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina S.A; como responsável pelo CEPA/Chapecó - Centro de Socieconomia e Planejamento Agrícola de Santa Catarina, na Região Oeste, (http://cepa.epagri.sc.gov.br/). *Atualmente também Professor de Olericultura, Fruticultura, Floricultura e Paisagismo e Ergonomia e Segurança no Trabalho, na UNOESC -Universidade do Oeste de Santa Catarina. Agronomia/Campus de Xanxerê.
Publicado
24-08-2016
Como Citar
Curti, G. L., Bergamaschi, M., Casonatto, M., & Ribak, A. P. (2016). AVALIAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE PSEUDOFRUTOS DAS CULTIVARES DE MORANGUEIRO ORGÂNICO: ALBION E CAMAROSA. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/10862
Edição
Seção
Xanxerê - Pesquisa