EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PREVENÇÃO E CONTROLE DE FAUNA SINANTRÓPICA E DE VETORES INVERTEBRADOS TRANSMISSORES DE ZOONOSES EM XANXERÊ, SC

  • Gerusa Panigalli UNOESC Xanxerê
  • Kariane S. Lemes

Resumo

Padecimentos relacionados ao contato com animais peçonhentos e invertebrados são frequentes no Município e as complicações decorrentes são importantes em saúde pública. Desenvolveu-se um plano para orientar a população urbana acerca de questões ambientais e de saúde, com atividades de educação ambiental. A integralização do plano sustentou-se nas fases: treinamento, reconhecimento e percepção da área de estudo, aplicação das atividades, levantamento de campo, e tratamento da informação. Até o momento foram visitadas as comunidades: Bairro Veneza, Bortolon, Vista Alegre, Suffiati, Monte Castelo, São Romero, Primo Tacca e Centro. Foram apresentados os temas: a. Fauna sinantrópica - abelha, vespa, aranhas (ênfase em Loxosceles), barata, formiga, escorpiões, pombo, taturana e b. Vetores - o mosquito Aedes. Houve a aplicação de questionário e busca ativa de animais na residência de participantes favoráveis à intervenção, seguida da identificação de espécies. No gênero Loxosceles as aranhas encontradas foram: L. laeta, L. intermedia e L. gaucho. As respostas para o questionário expõem o desconhecimento sobre as medidas que devem ser tomadas após o acidente/contato com os animais.  Palavras-chave: Aranhas. Vetores. Educação Ambiental.

Biografia do Autor

Gerusa Panigalli, UNOESC Xanxerê

Curso de Ciências Biológicas

Área das Ciências da Vida

Publicado
24-08-2016
Como Citar
Panigalli, G., & Lemes, K. S. (2016). EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PREVENÇÃO E CONTROLE DE FAUNA SINANTRÓPICA E DE VETORES INVERTEBRADOS TRANSMISSORES DE ZOONOSES EM XANXERÊ, SC. Seminário De Iniciação Científica E Seminário Integrado De Ensino, Pesquisa E Extensão. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/siepe/article/view/10739
Edição
Seção
Xanxerê - Extensão