SISTEMAS DE ESPAÇOS LIVRES COMO QUALIFICADORES DA PAISAGEM URBANA

Autores

  • Inara Pagnussat Camara Universidade do Oeste de Santa Catarina, Unoesc

Palavras-chave:

Espaços públicos, Governança pública, Praças

Resumo

Com o aumento populacional das cidades brasileiras, temas que relacionam o meio urbano passam a ser discutidos com maior ênfase, visando um futuro mais sustentável e equitativo em termos de qualidade de vida. Este trabalho propõe trazer em pauta a análise da paisagem urbana de uma cidade de porte médio (Passo Fundo – RS) através de seu sistema de espaços livres (SELs) os quais ficaram abandonados durante dos anos 1980 e 1990, sendo novamente alvo de estudos e requalificações nos últimos anos. Os SELs são responsáveis pela articulação e dinâmica urbana, essenciais para a qualidade de vida e a formação da identidade cultural de um povo. A metodologia compõe a coleta de dados para uma caracterização destes espaços focado em um conjunto de qualidades defendidos de Morin (2008), Lynch (2012) e Costa et al. (2009). Os resultados preliminares apontam para uma cidade mais equilibrada ambientalmente, e com mais dinâmica e vitalidade urbana, devolvendo aos seus habitantes a qualidade de espaços públicos abertos e livres.

Biografia do Autor

Inara Pagnussat Camara, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Unoesc

Arquiteta e Urbanista (UPF-2013); Especialista em Arquitetura Comercial (IMED-2015); Especialista em Metodologia de Ensino na Educação Superior (UNINTER-2018); Mestre em Arquitetura e Urbanismo (IMED-2018); Especialização em andamento em Planejamento Urbano (2018-2020).

Downloads

Publicado

19-07-2021

Edição

Seção

Eixo Temático 1: Cidades inteligentes e sustentáveis