v. 45 (2020): Roteiro

POLÍTICAS EDUCACIONAIS EM TEMPOS DE GOLPE: RETROCESSOS E FORMAS DE RESISTÊNCIA

Dermeval Saviani

"O avanço da extrema direita se desencadeou a partir do golpe de 2016. Nesse contexto a resistência do movimento democrático e popular visava derrotar o golpe que pretendia se legitimar nas eleições de 2018 o que, de fato, acabou acontecendo num processo caracterizado por uma dupla fraude: a prisão de Lula numa condenação sem provas; e a estratégia da campanha de Bolsonaro que espalhou largamente notícias mentirosas pelas redes sociais.

Consumou-se, assim, a democracia suicida, ou seja: o povo, iludido por falsas promessas e notícias enganosas, no exercício de sua soberania votou contra si mesmo elegendo seus próprios algozes. É esse o quadro do avanço da extrema direita que tomou de assalto o governo federal e se encontra destruindo nosso país com profundo retrocesso no campo da educação. É, então, muito oportuna a publicação da Seção temática "Políticas educacionais e o avanço da nova (ou extrema?) direita" no primeiro número de 2020 da Revista Roteiro. Recomendo, pois, vivamente sua leitura."

Publicado: 22-10-2019

Seção temática: Políticas educacionais e o avanço da nova (ou extrema?) direita

Seção temática:Aprendizagem histórica e formação de professores: contribuições da pesquisa em educação histórica

Artigos de demanda contínua