GLOBALIZAÇÃO, LIBERALISMO ECONÔMICO E EDUCAÇÃO BRASILEIRA: QUEM CONTROLA A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO?/GLOBALIZATION, ECONOMIC LIBERALISM AND BRAZILIAN EDUCATION: WHO CONTROLS THE PRODUCTION OF SCIENTIFIC KNOWLEDGE?

  • Maria de Lourdes Pinto Almeida Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

O globalismo e a mundialização compreendem uma abertura histórico-geográfica de um campo de disputas entre capital e trabalho. O fordismo passa a combinar-se com ou ser substituído pela flexibilização dos processos de trabalho e produção. Vale agora, ao lado da produtividade, a capacidade de inovação e competitividade. As novas formas de organização social e técnica do trabalho formam um trabalhador coletivo desterritorializado. O mundo transforma-se em uma imensa fábrica, a fábrica global. Neste texto pretende-se discutir sobre a formação de professores no Brasil no terceiro milênio, totalmente inserido nesse processo de Mundialização do Capital, no qual o Estado que assessora a Universidade é liberal e, portanto, entende a Educação enquanto mercadoria de troca. O objetivo é mostrar que a responsável pela formação dos professores, a Universidade, possui rumos que estão diretamente ligados à sua fonte de financiamento, e se definem no interior dos programas políticos governamentais. Usaremos Gramsci, Castells e Ianni para fundamentar teoricamente essa discussão. Nosso foco estará na argumentação de que um governo que adere à concepção de mercado e pauta nela suas decisões trabalhará no sentido de tornar a Universidade uma empresa, cuja sobrevivência dependerá de sua inserção na rede global. Nesse caso, admitir-se-ia que, para sobreviver, a Universidade teria que se autoajustar conforme os fluxos aos quais estaria submetida.

Palavras-chave: História da Educação. Políticas de Educação Superior. 

  

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
18-12-2015
Como Citar
PINTO ALMEIDA, M. DE L. GLOBALIZAÇÃO, LIBERALISMO ECONÔMICO E EDUCAÇÃO BRASILEIRA: QUEM CONTROLA A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO?/GLOBALIZATION, ECONOMIC LIBERALISM AND BRAZILIAN EDUCATION: WHO CONTROLS THE PRODUCTION OF SCIENTIFIC KNOWLEDGE?. Roteiro, v. 40, p. 117-134, 18 dez. 2015.
Seção
Dossiê Avaliação e regulação da educação em contextos ibero e latino-americanos