“FAZER” (E NARRAR) EXPERIÊNCIA NA PESQUISA E NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NARRADORES

  • Carmen Lúcia Vidal Pérez Universidade Federal Fluminense
  • Aline Cântia Corrêa Miguel Universidade Federal Fluminense

Resumo

O artigo busca potencializar o debate sobre a pesquisa e a formação de professores narradores a partir da experiência cotidiana, problematizando o enfoque narrativo como dispositivo de formação e de investigação. Tomamos como ponto de conexão entre as formulações de Walter Benjamin e de Jorge Larrosa a relação experiência-linguagem para pensar outros possíveis para a pesquisa e para formação de professores a partir da narrativa e vislumbramos, na articulação da ideia de “limbo” (Larrosa) com o conceito de “terna empiria” (Benjamin) um potente diálogo que pode se desdobrar em novas formulações para o uso da experiência e da narração no campo da pesquisa em educação e a formação de professores.

Palavras-chave: Professores narradores. Formação de Professores. Pesquisa em Educação. Experiência. Narrativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Lúcia Vidal Pérez, Universidade Federal Fluminense
Professora da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF). Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Pós-doutora em Filosofia e História da Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Coordenadora do Grupo de Pesquisa Escola, Memória e Cotidiano (GEPEMC).
Aline Cântia Corrêa Miguel, Universidade Federal Fluminense
Doutoranda em Educação pela Universidade Federal Fluminense. Mestre em Estudos Literários pela Universidade Federal de Juiz de Fora, com graduação em jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte. Atualmente atua como narradora de histórias,  pesquisadora em memória  cultural e na formação de professores.
Publicado
23-03-2016
Como Citar
VIDAL PÉREZ, C. L.; CÂNTIA CORRÊA MIGUEL, A. “FAZER” (E NARRAR) EXPERIÊNCIA NA PESQUISA E NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NARRADORES. Roteiro, v. 41, n. 1, p. 41-66, 23 mar. 2016.
Seção
Dossiê A narrativa na pesquisa e na formação docente