FORMAÇÃO CONTINUADA NUMA PARCERIA DA UNIVERSIDADE E SEMEDS, DA REGIÃO DE BLUMENAU (SC), E SEUS DESDOBRAMENTOS NO INTERIOR DA ESCOLA ATRAVÉS DO COLETIVO DE PROFESSORES

  • Maria Selma Grosch

Resumo

O presente texto constitui um ensaio de reflexão sobre o caráter político da formação continuada, desvelado à luz das concepções de Hannah Arendt sobre o que é política e o que significa a condição de professores como sujeitos políticos, com repercussão no que determina o maior ou menor nível de politicidade nas ações pedagógicas empreendidas no interior da escola. Aborda-se a ação como política, aprofundando as questões ligadas à ação como atividade essencialmente humana, como base teórica para análise de uma experiência vivenciada no Programa de Formação Continuada de Profissionais da Educação no Centro de Ciências da Educação da Universidade Regional de Blumenau (Furb), numa ação desencadeada com professores da Educação Básica da Rede Municipal de Ensino de Timbó, SC. Essa parceria entre a Universidade Regional de Blumenau (Furb) e a Semed já vem acontecendo desde o ano de 2004, numa ação contínua em um grupo de, aproximadamente, cento e setenta professores. Defende-se que o professor como sujeito social, com seus hábitos e costumes, valores e crenças pode encontrar na escola o espaço público para o engendramento de ações políticas na educação. Neste texto, aborda-se também o contexto de uma ação eminentemente política dos professores, na comunicação de suas práticas pedagógicas, expondo-se no espaço público e submetendo-se à avaliação dos seus pressupostos educacionais como um exercício de liberdade, emancipação e autonomia.

Palavras-chave: Formação continuada. Ação e política. Hannah Arendt.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
10-09-2015
Como Citar
GROSCH, M. S. FORMAÇÃO CONTINUADA NUMA PARCERIA DA UNIVERSIDADE E SEMEDS, DA REGIÃO DE BLUMENAU (SC), E SEUS DESDOBRAMENTOS NO INTERIOR DA ESCOLA ATRAVÉS DO COLETIVO DE PROFESSORES. Roteiro, v. 31, n. 1-2, p. 47-64, 10 set. 2015.
Seção
Artigos