QUANDO O BRINCAR TEM HORA E LUGAR: REFLEXÕES SOBRE O USO DO PARQUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Aliandra Cristina Mesomo Lira Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO
  • Josiane Aparecida Kopczynski Universidade Estadual do Centro-Oeste

Resumo

O objetivo do artigo é problematizar o uso do parque nas instituições de educação infantil, refletindo sobre o papel do brincar na formação das crianças. A reflexão é resultado de pesquisa que buscou identificar como estava organizado o parque de uma instituição de educação infantil e quando ele era utilizado pelas crianças, bem como quais brincadeiras eram vivenciadas por elas nesse espaço. Foi possível reconhecer que o uso do parque faz parte de um cotidiano extremamente dirigido e controlado pelo adulto, desde a disposição dos brinquedos até a existência dos horários de parque nas rotinas das turmas.

Palavras-chave: Infância. Brincadeiras. Parque. Disciplinamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aliandra Cristina Mesomo Lira, Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO

Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professora da Universidade Estadual do Centro-Oeste/UNICENTRO, Guarapuava/PR. Departamento de Pedagogia e Programa de Pós-Graduação em Educação. aliandralira@gmail.com. Líder do GEPEDIN- Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil/ CNPq/ UNICENTRO. 

Josiane Aparecida Kopczynski, Universidade Estadual do Centro-Oeste
Pedagoga, formada pela Universidade Estadual do Centro-Oeste/Unicentro. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil – GEPEDIN/CNPq/Unicentro.
Publicado
01-06-2015
Como Citar
MESOMO LIRA, A. C.; KOPCZYNSKI, J. A. QUANDO O BRINCAR TEM HORA E LUGAR: REFLEXÕES SOBRE O USO DO PARQUE NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Roteiro, v. 40, n. 1, p. 149-168, 1 jun. 2015.
Seção
Artigos