O professor e os conflitos na escola: a indiferença ou o enfrentamento?

  • Marcos Jorge
  • Marcelle O. Kowalski

Resumo

No presente artigo analisa-se a questão da violência escolar vivenciada por professores do ensino fundamental da rede pública do município de Londrina, PR. Os dados foram coletados por meio de questionários com questões abertas e fechadas. A partir destes procuram-se identificar as posturas que os professores adotam diante de atos qualificados como agressão aos seus direitos, como, por exemplo, agressões verbais, físicas, assédios, ataques ao patrimônio pessoal, etc. Pôde-se observar que são inúmeras as situações de conflitos em que os professores são vítimas no seu local de trabalho. Por outro lado, constatou-se forte descrédito por parte desses docentes em denunciar as agressões e/ou buscar reparações nas autoridades competentes ou acionar o sistema jurídico, o que contribui para deteriorar ainda mais as condições de trabalho docente na atualidade.

Palavras-chave: Violência escolar. Professores. Londrina. Condições de trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
JORGE, M.; KOWALSKI, M. O. O professor e os conflitos na escola: a indiferença ou o enfrentamento?. Roteiro, v. 33, n. 2, p. 267-282, 11.
Seção
Artigos