Trajetórias da organização político-sindical dos docentes do Oeste catarinense: um estudo descritivo

  • Lucirlene Pertuzatti Lemes
  • Joviles Vitório Trevisol

Resumo

O presente artigo apresenta os resultados de uma dissertação de mestrado em educação, realizada entre janeiro de 2004 a dezembro de 2006, sobre o processo de organização político-sindical dos profissionais da educação em Santa Catarina, mais particularmente no Oeste de Santa Catarina. O propósito fundamental desta pesquisa foi descrever a trajetória das lutas empreendidas pela categoria no período entre 1988 e 2006. Tomando como referência os mais importantes trabalhos sobre organização sindical no Brasil, desenvolvidos por Ricardo Antunes, Armando Boito, Leôncio Martins Rodrigues e outros, este trabalho descreve os processos de organização político-sindical dos docentes no Oeste de Santa Catarina. Por meio da pesquisa documental e das técnicas de memória oral, procurou-se conhecer as experiências vivenciadas pelos dirigentes sindicais envolvidos nesse processo. A investigação demonstrou que a organização política dos professores em Santa Catarina chegou ao seu ápice com a criação do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), em 1998, finalizando a forte tradição assistencialista alimentada pela Associação Catarinense dos Professores (ACP) e a Associação dos Licenciados de Santa Catarina (Alisc), fundadas, respectivamente, em 1952 e 1966. O Sinte fortaleceu politicamente a categoria e foi decisivo para a conquista de inúmeros direitos trabalhistas para a categoria docente em Santa Catarina. A pesquisa mostra, também, que a partir da segunda metade dos anos 90 o movimento político-sindical dos professores começa a enfrentar dificuldades de mobilização e inicia um processo gradativo de enfraquecimento e deslegitimação, inclusive entre os professores e a comunidade escolar. O sindicalismo de luta foi substituído pelo de negociação.

Palavras-chave: Políticas públicas em educação. Organização político-sindical dos docentes em Santa Catarina. História da educação do Oeste catarinense.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
LEMES, L. P.; TREVISOL, J. V. Trajetórias da organização político-sindical dos docentes do Oeste catarinense: um estudo descritivo. Roteiro, v. 33, n. 2, p. 223-266, 27 jul. 2010.
Seção
Artigos

Most read articles by the same author(s)