Pesquisa e formação de professores com casos de ensino: fundamentos e potencialidades

Autores

  • Isabel Maria Sabino de Farias Universidade Estadual do Ceará (UECE)
  • Amali de Angelis Mussi Universidade Estadual de Feira de Santana https://orcid.org/0000-0002-5330-5284

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46.27234

Palavras-chave:

Casos de ensino em Educação, Formação de professores, Instrumento investigativo, Dispositivo de formação

Resumo

Este escrito apresenta-se como um ensaio teórico sobre casos de ensino na área da Educação, precisamente, sobre a sua adoção na formação de professores. Tem como objetivo dialogar criticamente com estudos e pesquisas acerca das potencialidades formativas e investigativas de casos de ensino. Propõe-se, para tanto, discutir o conceito de casos de ensino, as várias terminologias presentes na abordagem do assunto, sua emergência como instrumento de pesquisa e de formação, os fundamentos teóricos e práticos em torno de sua elaboração, bem como o seu potencial para a compreensão do desenvolvimento docente numa perspectiva crítica reflexiva, especialmente no que concerne ao seu pensamento, suas crenças e teorias pessoais, a construção dos conhecimentos profissionais e ao raciocínio pedagógico por ele utilizado. Por meio da análise teórica acerca da temática, destaca que casos de ensino podem contribuir significativamente para a produção de conhecimentos para a área educacional, e, consequentemente, para a introdução de dispositivos de formação e pesquisa que valorizem a mobilização de conhecimentos profissionais e saberes docentes; o protagonismo e a socialização profissional; um processo singular de escuta sensível do que ocorre por dentro da profissão, o que concorre para a atualidade da temática e sua relevância no contexto atual de formação docente, seja inicial ou continuada. Espera-se, portanto, contribuir para aprofundar e disseminar o debate sobre casos de ensino como instrumento na formação de professores e na produção de conhecimento no campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Maria Sabino de Farias, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professora Associada do Centro de Educação da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UECE (supervisora de pós-doutorado e orientadora de doutorado, mestrado, especialização, graduação e iniciação científica). Possui Estágio Pós-Doutoral em Educação pela Universidade de Brasília (UNB); Doutorado e mestrado em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC); Especialista em Metodologia do Ensino Superior pela PUC/MG; Licenciada em Pedagogia pela UECE. Editora da Revista Educação & Formação do PPGE/UECE. Membro do conselho editorial da Revista Educação em Questão (UFRN) e da Formação Docente - Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores (ANPEd GT8/Editora Autêntica), além de outros periódicos qualificados. Vice-coordenadora (2011-2012) e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UECE (2012-2017), contemplada com os financiamentos: FUNCAP/CAPES Edital 02/2013 - Estímulo à Cooperação Científica e Desenvolvimento da Pós-Graduação; FUNCAP/CAPES Edital 04/2015 - Programa de Pós-Doutorado para Jovens Doutores, que investiu na atuação de jovens doutores no desenvolvimento do Ceará. Coordenadora da Coordenadoria do Ensino lato sensu do Centro de Educação da UECE (10/2004 a 03/2010). Vice-diretora da Faculdade de Educação de Crateús ? FAEC/UECE (12/1992 a 10/1996). Líder do grupo de pesquisa Educação, Cultura Escolar e Sociedade (EDUCAS) e membro do grupo de estudo e pesquisa Formação de Professores e Práticas de Ensino (FOPPE/UFSC). Coordenadora do Observatório Desenvolvimento Profissional Docente e Inovação, que tem contado com financiamentos diversos (CAPES/OBEDUC, CNPq e FUNCAP). Pesquisadora de projetos financiados pelo CNPq (Universal 2018): Pesquisa com Professores Iniciantes: Um estudo sobre indução profissional, iniciativa interinstitucional entre UFRJ, UFSC e UECE; e, Processos de indução de professores iniciantes na escola básica, investigação em rede envolvendo 14 IES e vinculada à PUC/SP. Conselheira do Conselho Estadual de Educação do Ceará (2013-2014). Tutora de projetos de pesquisa apoiados pelo Programa Jovens Pesquisadores (FUNCAP Edital 07/2012). Vice-presidente Nordeste da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) (12/2015 a 12/2019). Vice-coordenadora (2012-2013) e Coordenadora do FORPRED Nordeste/ANPEd (2013-2015). Representante da ANPEd no Fórum Estadual de Educação do Ceará (FEE-CE). Avaliadora externa do PIBIC/UNILAB e interna da UECE. Coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID, 11/2009 a 07/2014) e do Programa de Consolidação das Licenciaturas (PRODOCÊNCIA, 11/2010 a 02/2015) na UECE. Organizadora de eventos científicos (ANPEd, EPEN, ENDIPE, ENALIC etc.). Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd), da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE) e da Associação Nacional de Didática e Prática de Ensino (ANDIPE). Integra a Red de inducción a la docencia (RID), a Red Iberoamericana de Liderazgo y Prácticas Educativas (RILPE) e a Rede Inter-regional Norte, Nordeste e Centro-Oeste sobre Docência na Educação Básica e Superior (RIDES). Tem se dedicado a estudos e pesquisas sobre desenvolvimento profissional de professores, inovação e docência na Educação Básica e Educação Superior.

Amali de Angelis Mussi, Universidade Estadual de Feira de Santana

Doutora e Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Pedagoga, professora titular de Didática do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (PPGE/UEFS). Pesquisadora e membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Pedagogia Universitária (NEPPU/UEFS). Membro do Fórum Estadual de Educação da Bahia (FEE-BA). Diretora da Rede Inter-regional Norte, Nordeste e Centro-Oeste :Docência na Educação Básica e Superior (Rides).  Representante do Nordeste da Associação Nacional de Didática (Andipe). Atualmente, é vice-reitora da UEFS.

Referências

ALARCÃO, I. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2003. Coleção questões da nossa época, 104.

ANDRÉ, M. E. D. A. de. Estudo de caso: seu potencial na educação. Cadernos de Pesquisa, n. 49, p. 51-54, maio 1984.

ANDRÉ, M. E. D. A. de. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, v. 33, n. 3, p. 174-181, set./dez. 2010.

ANDRÉ, M. E. D. A. de. O que é um estudo de caso qualitativo em educação? Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, v. 22, n. 40, p. 95-103, jul./dez. 2013.

CATANI, D. B. et al. Docência, memória e gênero: estudos sobre formação. 2. ed. São Paulo: Escrituras, 2000.

DOMINGUES, I. M. C. S. Os casos de ensino como “potenciais reflexivos” no desenvolvimento profissional dos professores da escola pública. 2007. 157 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2007.

FARIAS, I. M. S. Inovação, mudança e cultura docente. Brasília, DF: Líber Livro, 2006.

FARIAS, I. M. S.; ROCHA, C. C. T. Desenvolvimento profissional de professores da Educação Básica: reflexões a partir da experiência do PIBID. Revista Reflexão e Ação, v. 24, n. 3, p. 123-140, set./dez. 2016.

GARCIA, M. C. Formação de Professores: para uma mudança educativa. Tradução: Isabel Narciso. Porto, Portugal: Porto Editora, 1999.

GROSSMAN, P. L. Teaching and learning with cases: unanswered questions. In: SHULMAN, J. (ed.). Case methods in teacher education. New York: Teachers College, 1992. p. 227-239.

HARGREAVES, A. Os professores em tempos de mudança: o trabalho e a cultura dos professores na idade Pós-Moderna. Portugal: McGraw-Hill, 1998.

HOBOLD, M. S.; FARIAS, I. M. S. Didática e formação de professores: contributos para o desenvolvimento profissional docente no contexto das DCNs. Revista Cocar, v. 14, n. 28, p. 102-125, jan./abr. 2020.

JARDILINO, J. R. L.; SAMPAIO, A. M. M. Desenvolvimento profissional docente: reflexões sobre políticas públicas de formação de professores. Educação & Formação, v. 4, n. 10, p. 180-194, jan./abr. 2019.

MERSETH, K. K. Case studies and teacher education. Teacher Education Quartely, v. 17, n. 1, p. 53-61, 1990.

MERSETH, K. K. Cases and case methods in teacher education. In: SIKULA, J. (ed.). Handbook of research on teacher education. New York: Macmillan, 1996. p. 722-744.

MERSETH, K. K. Foreword: a rationale for case-based pedagogy in teacher education. In: LUNDEBERG, M. A.; LEVIN, B. B.; HARRINGTON, H. L. (ed.). Who learns what from cases and how? The research base for teaching and learning with cases. New Jersey: Lawrence Erlbaum Associates, 1999. p. IX-XV.

MERSETH, K. K. (org.). Desafios reais do cotidiano escolar brasileiro: 22 dilemas vividos por diretores, coordenadores e professores em escolas de todo o Brasil. São Paulo: Instituto Península, 2018.

MIZUKAMI, M. G. N. Casos de ensino e aprendizagem profissional da docência. In: ABROMOWICZ, A.; MELLO, R. R. Educação: pesquisas e práticas. Campinas: Papirus, 2000, p. 139-162.

MIZUKAMI, M. G. N. Formadores de professores, conhecimentos da docência e casos de ensino. In: REALI, A. M. M. R.; MIZUKAMI, M. G. N. (org.). Formação de professores: práticas pedagógicas e escola. São Carlos: EdUFSCar, 2002. p. 151-174.

MIZUKAMI, M. G. N.; DOMINGUES, I. M. C. S.; SARMENTO, T. Os casos de ensino na formação-investigação de professores dos anos iniciais. In: DORNELLES, L. V.; FERNANDES, N. (org.). Perspectivas sociológicas e educacionais em estudos da criança - as marcas das dialogicidades luso-brasileiras. 1. ed. Braga, Portugal: Editora da Universidade do Minho, 2012. v. 1, p. 1-15.

MIZUKAMI, M. G. N.; NONO, M.A. Formando professoras no Ensino Médio por meio de casos de ensino. In: MIZUKAMI, M. G. N.; REALI, A. M. M. R. (org.). Aprendizagem profissional da docência: saberes, contextos e práticas. São Carlos: EduFSCar, 2002. p. 139-160.

MONTERO, L. A construção do conhecimento profissional docente. Lisboa: Instituto Piaget, 2005.

MUSSI, A. A. Docência no ensino superior: conhecimentos profissionais e processos de desenvolvimento profissional. 2007. 294 f. Tese (Doutorado em Psicologia da Educação) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.

NONO, M. A. Aprendendo a ensinar: futuras professoras das séries iniciais do ensino

fundamental e casos de ensino. 2001. 176 p. Dissertação (Mestrado em Educação) –

Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2001.

NONO, M. A. Caso de ensino na formação do pedagogo. In: PBL2010 INTERNATIONAL CONFERENCE - PROBLEM-BASED LEARNING AND ACTIVE LEARNING METHODOLOGIES, 1., 2010, São Paulo. Anais […] São Paulo: Universidade de São Paulo, 2010. p. 1-13. Disponível em: http://www.each.usp.br/pbl2010/trabs/trabalhos/TC0438-1.pdf. Acesso em: 5 nov. 2020.

NONO, M. A. Casos de ensino como instrumentos formativos e investigativos na formação de professores. In: ZAMBELLO, P. Formação de educadores: o papel do educador e sua formação. São Paulo: Editora UNESP, 2009. p. 429-445.

NONO, M. A. Casos de ensino e professores iniciantes. 2005. 238 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2005.

ROLDÃO, M. C. Função docente: natureza e construção do conhecimento profissional. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 94-181, jan./abr. 2007.

SHULMAN, J. H. Case methods in teacher education. New York: Teachers College, 1992.

SHULMAN, J. H. Conhecimento e ensino: fundamentos para a nova reforma. Cadernos Cenpec, v. 4, n. 2, p. 196-229, dez. 2014. Disponível em http://cadernos.cenpec.org.br/cadernos/index.php/cadernos/article/view/293/297. Acesso em: 15 jan. 2017.

SHULMAN, J. H. Happy accidents: cases as opportunities for teacher learning. Annual Meeting of the American Educational Research Association, 2002.

SHULMAN, L. S. Just in case: reflections on learning from experience. In: COLBERT, J.; TRIMBLE, K.; DESBREG, P. (ed.). The case for education: contemporary approaches for using case methods. Needham Heihts, Massachusetts: Allyn & Bacon, 1996. p. 197-217.

SHULMAN, L. S. Knowledge and teaching: foundations of the new reform. Harvard Educational Review, v. 57, n. 1 p. 1-22, 1987.

SHULMAN, L. S. Paradigmas y programas de investigación en el estudio de la enseñanza: una perspectiva contemporánea. In: WITTROCK, M. C. (dir.). La investigación de laenseñanza I. Enfoques, teorías y métodos. Barcelona: Paidós, 1989. p. 9-91.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, 1986.

SHULMAN, L. S. Toward a pedagogy of cases. In: SULMAN, J. (ed.). Case methods in teacher education. New York: Teachers College, 1992. p. 1-30.

STAKE, R. E. A arte da investigação com estudos de caso. 4. ed. London: SAGE, 2016.

STAKE, R. E. Case Studies. In: DENZIN, N. K.; LINCOLN, Y. S. (ed.). Handbook of qualitative research. London: SAGE Publications, 1994. p. 236-247.

STAKE, R. E. Investigación com estúdio de casos. Madrid: Ed. Morata, 2005.

STAKE, R. E. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011.

WASSERMAN, S. Getting down to cases: learning to teach with cases studies. New York: Teachers College, Columbia Univerty, 1993.

WILSON, S. M.; SHULMAN, L.; RICHERT, A. E. 150 different ways of knowing: representation of knowledge in teaching. In: CALDERHEAD, J. (org.). Exploring Teachers’ Thinking. London: Cassell Education, 1987. p. 105-123.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZEICHNER, K. M. A formação reflexiva de professores: idéias e práticas. Universidade de Lisboa, Lisboa: Educa, 1993.

Downloads

Publicado

17-06-2021

Como Citar

FARIAS, I. M. S. de; MUSSI, A. de A. Pesquisa e formação de professores com casos de ensino: fundamentos e potencialidades. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e27234, 2021. DOI: 10.18593/r.v46.27234. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/27234. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Seção temática: Casos de Ensino na pesquisa e na formação de professores