Dando vida ao reconhecimento territorial

Autores

  • Melanie Janzen University of British Columbia, University of Manitoba

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46i.26813

Palavras-chave:

Povos indígenas, Ensino, Reconhecimento territorial

Resumo

A problemática da colonização no Canadá e da relação com os povos indígenas é central. Os campi da Universidade de Manitoba, no Canadá, estão localizados nas terras originais de Anishinaabeg, Cree, Oji-Cree, Dakota, povos Dene e no território da Nação Métis. Diante desse fato, a autora se reflete sobre a indação: Como, eu como colona, pesquisadora e professora, ofereço um reconhecimento territorial significativo quando estou tão claramente situada em – e me benefício de – terras roubadas? Desse modo, a autora revisita o significado do reconhecimento territorial (de viver nas terras originárias dos povos indígenas) no ensino, sondando autobiograficamente sentidos que podem dar vida a atos de reconhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Melanie Janzen, University of British Columbia, University of Manitoba

Melanie Janzen é professora associada do Departamento de Currículo, Ensino e Aprendizagem da University of Manitoba, com doutorado na University of British Columbia, Canadá. É também pesquisadora afiliada do Center for Human Rights Research. Suas áreas de interesse são a identidade e o devir docente, especificamente no que diz respeito à compreensão, não apenas de como ensinar, mas de como os professores entendem quem eles são e o que significa ser e se tornar um professor. Ela está interessada nas responsabilidades éticas integrantes do ser (e tornar-se) um professor. Além disso, Melanie é professora de primeiros anos e professora de apoio à aprendizagem há mais de 15 anos e tem interesse na reconceituação de crianças e na educação infantil. Suas pesquisas envolvem Formação de professores, Estudos curriculares e Educação infantil.

https://orcid.org/0000-0003-2881-3436

Referências

BRASS, T. Speaker raises issue with traditional territories acknowledgement in lecture. The Manitoban, Manitoba, 11 out. 2018. Disponível em: http://www.themanitoban.com/2018/10/indigenous-prof-critical-of-u-of-m-land-acknowledgement/35407. Acesso em: 24 nov. 2019.

CARREIRO, D. “You had no choice”: indigenous Manitobans shed light on exploitative farm labour program that ran for decades. CBC Manitoba, Manitoba, 18 jun. 2017. Disponível em: https://www.cbc.ca/news/canada/manitoba/indigenous-forced-labour-sugar-beet-farms-1.4165272. Acesso em: 24 nov. 2019.

CRAFT, A. Breathing life into the stone fort treaty: an anishinabe understanding of treaty one. Saskatoon, SK: Purich Publishing Limited, 2013.

DONALD, D. Forts, colonial frontier logics, and Aboriginal-Canadian relations: imagining decolonizing educational philosophies in Canadian contexts. In: ABDI, A. A. (ed.). Decolonizing Philosophies of Education. Rotterdam: Sense Publishers, 2012. p. 91-111.

HERGESHEIMER, J. Unceded territory: meaningfully acknowledging Coast Salish peoples. Megaphone Magazine, 18 mar. 2016. Disponível em: http://www.megaphonemagazine.com/unceded_territory. Acesso em: 24 nov. 2019.

KLASSEN, J. Mennonites, Métis and First Nations. Steinbach Village News Blog, Steinbach, 9 ago. 2018. Disponível em: https://www.mysteinbach.ca/blogs/9111/mennonites-metis-and-first-nations-people/. Acesso em: 24 nov. 2019.

LEDOHOWSKI, E. The heritage landscape of the crow wing study region of southeastern Manitoba. Manitoba: Manitoba Culture, Heritage and Tourism, 2003. Disponível em: https://www.gov.mb.ca/chc/hrb/internal_reports/crow_wing_study.html. Acesso em: 24 nov. 2019.

MARACLE, L. Memory serves: oratories. Edmonton: NeWest Press, 2015.

TUCK, E.; GAZTAMBIDE-FERNÁNDEZ, R. A. Curriculum, replacement, and settler futurity. JCT: Journal of Curriculum Theorizing, v. 29, n. 1, p. 72-89, 2013.

TUCK, E.; YANG, K. W. Unbecoming claims: pedagogies of refusal in qualitative research. Qualitative Inquiry, v. 20, n. 6, p. 811-818, 2014.

UNIVERSITY OF MANITOBA. Traditional Territorial Acknowledgement. Manitoba: University of Manitoba, 2019. Disponível em: http://umanitoba.ca/admin/indigenous_connect/5728.html. Acesso em: 24 nov. 2019.

Downloads

Publicado

11-03-2021

Como Citar

JANZEN, M. Dando vida ao reconhecimento territorial. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e26813, 2021. DOI: 10.18593/r.v46i.26813. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/26813. Acesso em: 19 set. 2021.

Edição

Seção

Seção temática: Uma alternativa às políticas curriculares centralizadas