As artes na educação plena e integral do desenvolvimento psíquico humano

Autores

  • Maria Eliza Mattosinho Bernardes Universidade de São Paulo https://orcid.org/0000-0003-4958-5647
  • Guillermo Arias Beatón Universidad de La Habana - Cuba
  • Laura Marisa Carnielo Calejon CEDEP

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46i.26739

Palavras-chave:

Educação integral, Desenvolvimento, Aprendizagem, Artes

Resumo

No trabalho, são analisadas as condições e determinantes, da organização e execução, de uma educação de qualidade e integral na perspectiva histórico-cultural, que promova a aprendizagem e o pleno desenvolvimento psíquico humano. Insiste na história e nas origens, na concepção total da formação das pessoas, a partir de sua formação emocional, intelectual, artística e esportiva desde a Grécia Antiga com a Paideia, que, embora de natureza elitista, se constituiu nos indícios desta importante educação. Investiga-se o papel das artes em sua inter-relação íntima e indivisível com o conhecimento científico na formação plena e integral do sujeito. Alguns aspectos de caráter metodológicos são discutidos, considerando como usar as artes e ciências nesta educação. Parte-se do fato de que este trabalho é essencialmente de cunho social e cultural, pois embora o biológico, o genético e o fisiológico participem, são os conteúdos e os meios da cultura que acabam por conformar os processos psíquicos especificamente humanos e os sistemas psicológicos mais complexos, como a consciência, pensamento verbal, a concepção de mundo desenvolvida pelo sujeito e sua personalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eliza Mattosinho Bernardes, Universidade de São Paulo

Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Docente da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP, vinculada aos programas de pós-graduação em Educação (FEUSP) e em Mudança Social e Participação Política (EACH USP). Coordenadora do projeto de cultura e extensão Música Livre (EACH USP). Líder do Grupo de Estudo e Pesquisa Educação, Sociedade e Políticas Públicas - GEPESPP (EACH USP/ CNPq) e do Laboratório de Educação e Desenvolvimento Psicológico - LEDEP (EACH USP/CNPq). Atua nas áreas da psicologia educacional e do desenvolvimento psicológico, formação de professores e metodologia do ensino.

Guillermo Arias Beatón, Universidad de La Habana - Cuba

É Psicólogo com doutorado em Ciências Pedagógicas pelo Instituto Central de Ciências Pedagógicas de Cuba (1987) e mestrado em psicodrama e processos grupais (2009). Atualmente é Professor Titular da Faculdade de Psicologia da Universidad de Havana, Foi professor adjunto do Instituto Pedagógico Enrique José Varona. Na atualidade é Presidente da Cátedra L.S. Vygotski da Faculdade de Psicología da Universidade de Havana, professor do Doutorado Professionalizante desta faculdade e realiza outras atividades docentes. Dirigiu o trabalho de aperfeiçoamento da Psicologia Educacional e Educação Especial e, participou da educação inicial e pré-escolar e primária entre os anos de 1971 a 1991, no Ministério da Educação. Ele realizou inúmeras investigações na área de desenvolvimento infantil, atendimento a crianças com necessidades educacionais especiais e serviços de aconselhamento em psicologia. Criou, organizou e dirigiu o Centro de Aconselhamento e Atendimento Psicológico da Faculdade de Psicologia da Universidade de Havana. Ele tem inúmeras publicações sobre os assuntos mencionados e participação em eventos internacionais e nacionais. Participou em intercâmbios acadêmicos e trabalhos científicos conjuntos em Institutos de Pesquisa da Antiga Academia de Ciências Pedagógicas da exURSS. Ele ministrou cursos e palestras em universidades e centros de pós-graduação no México, Chile, Estados Unidos, Brasil, Espanha, Noruega, Itália, Reino Unido, Porto Rico, Costa Rica e Colômbia. Ele foi professor visitante nas Universidades de Porto Rico, México, Espanha e Brasil em Programas de Mestrado e Doutorado, na área da Psicologia Educativa, Psicologia Clínica e Psicodrama. As principais linhas de pesquisa estão relacionadas com o estudo de famílias e professores capazes de promover o desenvolvimento de seus filhos e estudantes, aplicação do enfoque histórico-cultural no campo da Educação, da Orientação Psicológica, da Saúde Mental, a Psicología Social por conta do psicodrama e os processos grupais e o estudo de sujeitos que apresentam problemas e dificuldades de aprendizagem. Tem trabalhado na sistematização crítica dos conhecimentos produzidos pelo enfoque histórico-cultural.

Laura Marisa Carnielo Calejon, CEDEP

Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1970), Mestrado em Psicologia da Saúde pela Universidade Metodista de São Paulo (1988) e Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Usp (1996). Foi professora titular da Universidade São Marcos (1971 - 2007), atuando como docente na graduação em Psicologia e como pesquisadora no Programa de Mestrado em Comunicação, Administração e Educação. Atuou naUniversidade Cruzeiro do Sul (1996 - 2019) como professora no curso de graduação em Psicologia, no Programa de Pós-Graduação no Ensino de Ciências e Matemática (2012 -2019), coordenou o curso de especialização em Psicopedagogia: desafios da contemporaneidade (2012-2018). Atualmente é pesquisadora convidada do Laboratório de Formação Docente do Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão em Educação (CEPEED), na Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul; pesquisadora participante no Laboratório de Educação e Desenvolvimento Humano (LEDEP) e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação, Sociedade e Políticas Públicas: concepções da teoria histórico-cultural (GEPESPP - USP). Organizadora e Coordenadora do Centro de Desenvolvimento Pessoal e Profissional (CEDEPP). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Avaliação da Aprendizagem, formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: aprendizagem, avaliação e diagnóstico de dificuldades nos processos de escolarização, orientação de pais e formação de educadores.

Referências

ARIAS BEATÓN, G. Contribuciones de los cubanos a lo histórico cultural. Un debate constituyente. Alternativas cubanas en Psicología, v. 3, n. 7, p. 13-24, 2015a.

ARIAS BEATÓN, G. Desarrollo histórico de los escolares con necesidades educativas especiales. Apuntes y consideraciones. In: COLECTIVO DE AUTORES (org.). Psicología Especial T. 1. La Habana: Editorial Félix Varela, 2005a. p. 1-18.

ARIAS BEATON, G. La educación inicial y preescolar, la función simbólica y el signo en el desarrollo psíquico humano. In: ARIAS BEATÓN, G.; FARIÑAS LEÓN, G.; PEDROL TROITEIRO, R. (org.). Enfoque histórico-cultural: otros problemas de las prácticas profesionales. São Paulo: Editorial Terracota, 2017a. v. 3, p. 257-277.

ARIAS BEATÓN, G. La persona en el enfoque histórico cultural. São Paulo: Linear B, 2005b.

ARIAS BEATÓN, G. Los aportes del enfoque histórico cultural y la educación cubana. Revista diálogos e perspectivas em educação especial, v. 2, n. 2, p. 23-38, jul./dez. 2015b.

ARIAS BEATÓN, G. Vivencia, atribuição de sentido e subjetivação da atividade, a comunicação e relações sociais. In: BERNARDES, M. E. M.; ARIAS BEATÓN, G. (org.). Trabalho, Educação e Lazer. Contribuições do Enfoque Histórico-Cultural para o desenvolvimento humano. São Paulo: Escola de Artes, Ciências e Humanidades, 2017b. p. 143-214.

BERNARDES, M. E. M. Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições da teoria histórico-cultural para o ensino e a aprendizagem. 1. ed. Curitiba: Editora CRV, 2012.

CABALLERO, J. de la L. Obras: aforismo. La Habana, Cuba: Ediciones Imágenes Contemporáneas, 2001a. v. I.

CABALLERO, J. de la L. Obras: elencos y discursos académicos. La Habana, Cuba: Ediciones Imágenes Contemporáneas, 2001b. v. III.

CABALLERO, J. de la L. Obras: escritos educativos. La Habana, Cuba: Ediciones Imágenes Contemporáneas, 2001c. v. II.

CALEJON, L. M. C. Desenvolvimento humano: uma reflexão a partir do enfoque histórico-cultural. In: LIMA E DIAS, M. A.; FUKUMITSUK, O.; MELO, A. F. T. (org.). Temas contemporâneos em psicologia do desenvolvimento. São Paulo: Vetor, 2012.

COMENIO, A. J. Didáctica magna. Ciudad de la Habana, Cuba: Editorial Pueblo y Educación, 1983.

DAVIDOV, V. V. La enseñanza escolar y el desarrollo psíquico. Moscú: Editorial Progreso, 1988.

DIDEROT, D.; D’ALEMBERT, J. le R. Discurso preliminar e outros textos. In: DIDEROT, D. et al. Enciclopédia ou dicionário raciocinado das ciências das artes e dos ofícios por uma sociedade de letrados. São Paulo: Editora UNESP, 1989.

ELKONIN, D. B. Psicología del juego. Ciudad de la Habana, Cuba: Editorial Pueblo y Educación, 1984.

ELKONIN, B. D. Sobre o problema da periodização do desenvolvimento psíquico na infância. In: LONGAREZI, A. M.; VALDÉS PUENTES, R. (org.) Ensino desenvolvimental. Antologia. Livro 1. Minas Gerais: Editora da Universidade Federal de Uberlândia, 2017.

FARIÑAS LEÓN G. Psicología, educación y sociedad. Ciudad de la Habana, Cuba: Editorial Félix Varela, 2007.

FARIÑAS LEÓN, G.; CARNIELO CALEJON, L. Vivência, situação social do desenvolvimento e práxis. In: BERNARDES M. E. M.; ARIAS BEATÓN, G. (org.). Trabalho, educação e lazer. Contribuições do enfoque histórico-cultural para o desenvolvimento humano. São Paulo: Escola de Artes, Ciências e Humanidades, USP, 2017. p. 123-142.

FREIRE, P. La educación como práctica de la libertad. España: Siglo XXI, 1971.

FONTES, A. C. de M.; BERNARDES, M. E. M. O teatro como expressão intrínseca ao gênero humano. In: ENCONTRO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO, 26., 2020, São Paulo. Anais [...] São Paulo: Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 2020. p. 1-10.

GADOTTI, M. Educação Integral no Brasil: inovações em processo. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire, 2009.

HELLER, A. O cotidiano e a história. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

JÄGER, W. Paideia. México: Fondo de Cultura Económica, 1995.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. São Paulo: Cortez, 2010.

MANACORDA, M. A. Pedagogía de Vygotsky. Cuadernos Pedagógicos, n. 64, p. 46-57, abr. 1980.

MARTÍ, J. La edad de oro. La Habana, Cuba: Editorial Pueblo y Educación, 1997.

MARTÍ, J. Obras completas. La Habana: Editorial de Ciencias Sociales, 1975. (Discurso en Hardman Hall, New York, 17 de febrero de 1892, t.4, p. 303) y Cuadernos de apuntes, 1878-1880, 1975 t. 21, p. 134.

MARX, C.; ENGELS, F. Obras escogidas. Moscú: Editorial Progreso, 1986.

MIYARES, J.; FRANCO, R. Reinauguran en la ONU murales “Guerra y Paz” del pintor brasileño Portinari. Noticias ONU, 8 set. 2015. Disponível em: https://news.un.org/es/audio/2015/09/1410411#:~:text=Despu%C3%A9s%20de%20casi%20cinco%20a%C3%B1os,la%20noche%20de%20este%20martes.&text=Los%20paneles%20de%20%22Guerra%20y,p%C3%BAblico%20en%20Brasil%20y%20Francia. Acceso en: 18 feb. 2021.

MONTESSORI, M. El método de la pedagogía científica: aplicado a la educación de la infancia. Madrid: Biblioteca Nueva, 2003.

ROUSSEAU, J. J. Obras escogidas. La Habana, Cuba: Editorial Ciencias Sociales, 1973.

SHUARE, M. O. Las relaciones entre la fisiología y la psicología: la contribución del Enfoque Histórico Cultural. São Paulo: Edições EACH USP, 2021.

SPITZ, R. A. Hospitalism solicitud de la génesis de condiciones psiquiátricas en temprana Niñez. El estudio psicoanalítico de niño, v. 1, p. 53-74, 1945.

SPITZ, R. A. Hospitalism: un informe de continuación sobre investigación descrita en. El estudio psicoanalítico de Niño, v. 2, p. 113-117, 1946.

STEVENSON, W. H.; STIGLER, J. W. The learning gap: why our schools are failing and what we can learn from japanese and chinese education. Nueva York: Touchstone, Simon and Schuster, 1992.

UBALS ÁLVAREZ, J. M. Educación estética y educación artística: un diálogo recombinante. EduSol, v. 9, n. 26, enero/marzo, p. 91-109, 2009.

UNESCO. Educación de calidad para todos: un asunto de derechos humanos. 2. ed. Santiago: Escritório Regional de Educação para América Latina e Caribe, 2008.

VÁZQUEZ, A. S. Filosofia da práxis. 1. ed. Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de ciencias sociales, 2007.

VIGOTSKY, L. S. Historia del desarrollo de las funciones psíquicas superiores. Ciudad de La Habana, Cuba: Editorial Científico Técnica, 1987.

VIGOTSKY, L. S. Imaginación y creación en la edad infantil. Ciudad de la Habana, Cuba: Editorial Pueblo y Educación, 1987.

VIGOTSKY, L. S. Interacción entre enseñanza y desarrollo. In: COLECTIVO DE AUTORES. Selección de Lecturas de Psicología de las Edades I. La Havana: Facultad de Psicología Universidad de La Habana, Editorial del Ministerio de Educación Superior, 1988.

VYGOTSKY, L. S.; LURIA, A. R. El instrumento y el signo en el desarrollo del niño. España: Editor Fundación Infancia y Aprendizaje, 2007.

VIGOTSKY, L. S. Obras Escogidas. Madrid, España: Visor, 1991. Tomo I. Editorial Aprendizaje.

VIGOTSKY, L. S. Obras Escogidas. Madrid, España: Visor. 1995. Tomo III. Editorial Aprendizaje.

VIGOTSKY, L. S. Obras Escogidas. Madrid España: Visor, 1996. Tomo IV. Editorial Aprendizaje.

VIGOTSKY, L. S. Psicología del arte. Barcelona, España: Editorial Barral, 1972.

VIGOTSKY, L. S. Psicología pedagógica: un curso breve. Buenos Aires, Argentina: Aique Editor, 2001.

VIGOTSKY, L. S. Teoría de las emociones: estudio histórico-psicológico. Madrid, España: Ediciones Akal, 2004.

Publicado

24-03-2021

Como Citar

BERNARDES, M. E. M.; BEATÓN, G. A.; CALEJON, L. M. C. . As artes na educação plena e integral do desenvolvimento psíquico humano. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e26739, 2021. DOI: 10.18593/r.v46i.26739. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/26739. Acesso em: 19 abr. 2021.

Edição

Seção

Seção temática: Educação Integral